Conheça as 7 melhores vinícolas de Portugal para não perder tempo

Você sabia quais são os melhores vinícolas de Portugal? Além das belas paisagens, Portugal é famoso pela boa culinária e pelo seu vinho peculiar. O território lusitano tem a combinação perfeita para a fabricação de vinhos. Isso porque o solo é fértil e o clima é o ideal para o plantio das uvas.

Então, é claro que isso se reflete no incrível sabor das bebidas produzidas. Além disso, os vinhos por lá têm bons preços e caso você também seja um apreciador dessa bebida, pode fazer como a gente e trazer algumas garrafas com você para o Brasil.

Mas atenção, o limite de bebidas alcoólicas no avião é de 12 litros (sujeito a alteração no futuro), o correspondente a cerca de 16 garrafas de vinho. Só não se esqueça de conferir o peso da mala para não ter problemas no embarque. Mas agora, vamos ver quais são os melhores vinícolas de Portugal.

Os 7 melhores vinícolas de Portugal

Castas Portuguesas

Portugal possui uma grande variedade de castas nativas.

Você pode cruzar o território português que irá perceber que é pouco comum encontrar vinhos com o nome das castas de uvas utilizadas.

Além disso, você pode encontrar uma mesma casta em mais de uma região e muitas vezes os vinhos são feitos a partir de uma mistura delas.

Portanto, o mais comum é encontrar vinhos em Portugal com o nome da região da produção.

Também, por lá, o que se sobressai são bebidas com castas típicas da região, já que o país tem mais de 280 castas próprias.

Entre as principais variedades brancas estão Arinto, Encruzado, Fernão Pires, Alvarinho e Moscatel.

Já entre as principais castas tintas se destacam Trincadeira, Touriga Nacional, Baga e Castelão.

Vinho verde de Portugal

O vinho verde é produzido apenas em Portugal.

Os tipos de vinhos mais famosos da região são o Vinho Verde e o Vinho do Porto.

Mas ao contrário do que alguns possam pensar, o vinho verde não recebe esse nome pela sua coloração, que por sinal, não é verde!

Inclusive, o vinho verde pode ser branco, tinto, rosado e até espumante.

Mas ele recebe esse nome devido à sua juventude e à localização em que é produzido, que fica no noroeste de Portugal.

Esse fato torna o país ainda mais especial, já que nenhum outro é capaz de produzir esse tipo de vinho.

A produção de vinho em Portugal

Vinícolas de Portugal.

A produção anual de vinhos do país de Cabral é cerca de 6,5 milhões de hectolitros – cada hectolitro equivale a 100 litros.

É muito vinho! Ao todo há 14 regiões de vinícolas em Portugal e é comum que sejam chamadas de quintas.

Caso você desconheça esse termo, no dicionário, quinta significa “terreno de semeadura com horta e árvores, murado ou cercado de sebes, e que tem geralmente casa de habitação”.

O Brasil é um dos maiores importadores dos vinhos portugueses, tanto que só em 2019, estima-se que cerca de 4 milhões de litros de vinhos produzidos em Portugal desembarcaram por aqui.

Visitação às vinícolas portuguesas

O enoturismo é muito forte em Portugal, tanto que para organizar esse tipo de turismo, foi criada a Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal.

Na página da Associação há tudo que é necessário saber sobre o enoturismo no país, assim como as regiões produtoras e os tours às quintas.

Entre as principais regiões produtoras estão o Alentejo, o Douro, a Península de Setúbal e o Dão.

Como o passeio às vinícolas é uma grande atração turística, reserve pelo menos um turno para cada visita.

Além da degustação, muitas possuem restaurantes ou opções de pacotes que incluem comida durante a degustação, oferecendo uma experiência gastronômica completa.

Além disso, as visitas devem ser feitas com agendamento prévio.

E com planejamento e um pouco de sorte, é possível fazer o passeio em um dia em que ocorra a vindima (colheita) ou até, quem sabe, você poderá amassar umas uvas com os pés!

Apesar da época de colheita ocorrer entre agosto e setembro, as quintas portuguesas estão abertas durante todo o ano para receber os turistas.

Por fim, agora que você já entendeu como funciona o mundo dos vinhos na região, chegou a hora de saber quais são as sete melhores vinícolas para conhecer em Portugal!

1. Quinta da Pacheca – (Lamego)

Quinta da Pacheca.

A região do Rio Douro é a mais prolífera quando o assunto é vinho em Portugal.

E essa é uma das mais antigas do norte português, sendo uma das primeiras a engarrafar a bebida com a marca própria.

Além disso, o visitante terá à disposição diversos passeios para realizar no local.

Entre as opções, estão um piquenique com degustação de comidas típicas, aula de gastronomia lusitana e visita guiada com degustação no final.

E aqui a experiência pode ir além da degustação do vinho, pois o local também conta com um hotel (The Wine House Hotel), além da sua estrutura ter um elogiado restaurante.

Existem duas opções para chegar à Quinta da Pacheca, uma é alugando carro, e a outra, indo de trem até a estação Peso da Régua e, depois, pegando um táxi até a vinícola.

Caso opte pelo aluguel de carro em Portugal, você pode conferir algumas dicas no artigo que escrevemos aqui.

Site: www.quintadapacheca.com

2. Sandeman – Quinta do Seixo (Valença do Douro)

Sandeman, Quinta do Seixo, vista panorâmica.

Entre as melhores vinícolas do Douro para se visitar está a Sandeman – Quinta do Seixo, localizada em Valença do Douro.

Esse pedaço do norte produziu cerca de 1,6 milhões de hectolitros da bebida em 2019.

Instalada nas proximidades do rio, essa produtora conta com vinhos do Porto e do Douro de alto nível.

Além disso, uma mesma família administra a vinícola há sete gerações, então experiência para produzir vinho não falta por lá.

Na visitação, o turista conhece todo o processo de produção e a última etapa do tour é uma degustação com vista para o rio.

Site: https://winetourism.sogrape.com/pt/visite/quinta-do-seixo-sandeman

3. Quinta da Bacalhôa (região de Setúbal)

Quinta da Bacalhôa.

Sediada nas proximidades de Lisboa, a Quinta da Bacalhôa fica somente a 30 km da capital.

A quinta produz diversos tipos de vinho, passando pelo tinto, rosé e moscatel.

Além de estar perto de completar o seu primeiro centenário de vida, essa quinta oferece mais do que um passeio enológico.

Localizada em uma antiga propriedade da coroa portuguesa, a visita à Bacalhôa é uma aula de história.

Em meio aos jardins belíssimos há diversas esculturas, uma coleção de azulejos do século XVI ao século XX e um grande e imponente palácio.

Site: https://www.bacalhoa.pt/

4. Adega Cartuxa (Évora)

Adega Cartuxa.

Mais ao centro, há a região do Alentejo, onde fica a Adega Cartuxa, sua sede fica próxima ao centro da cidade de Évora.

A visitação passa por todo o processo de fabricação dos vinhos e azeites.

Existem cinco tipos de tour, o mais completo deles conta com a degustação de cinco vinhos.

Então, caso você pague um pouco mais, terá direito a beber o vinho acompanhado de embutidos, queijos e compotas de doces da região. Esse passeio dura cerca de uma hora e meia.

Além disso, como fica próxima do centro de Évora, é possível utilizar táxi para chegar à adega.

Site: https://www.cartuxa.pt/

5. Quinta da Aveleda – Penafiel (Vinho Verde)

Jardins da Quinta da Aveleda.

Antes de mais nada, são das uvas desta quinta que são fabricados os vinhos Casal Garcia, muito consumidos no Brasil.

Aqui a especialidade são os vinhos verdes, mais leves, refrescantes e com teor alcoólico mais baixo.

A vinícola fica localizada entre os rios Douro e Minho e dentro dela, você terá a oportunidade de passear por um lindo jardim botânico.

Site: www.aveledaportugal.pt

6. Herdade do Esporão (Reguengos de Monsaraz)

Herdade do Esporão.

Mais uma vinícola do Alentejo, a Herdade do Esporão fica numa propriedade com cerca de 700 hectares destinados à plantação de uva e oliveiras.

Há diversos pacotes de tour, o turista pode optar pela tradicional degustação de vinhos e azeites e, para os mais ousados, é possível fazer uma degustação às cegas.

Além disso, a estrutura desta quinta conta com um restaurante com pratos típicos da região.

Outra programação oferece passeio de bicicleta em meio aos vinhedos.

A melhor maneira de chegar até o Esporão é alugando um carro.

Site: www.esporao.com

7. Quinta Bomfim (Pinhão)

Quinta do Bomfim.

E por fim, para quem gosta de viajar de trem, a Quinta do Bomfim é uma das suas melhores opções, ela fica nos arredores da estação do Pinhão.

Também é possível fazer um passeio de barco pela região.

Além do mais, a vinícola é comandada há cinco gerações pela família Symington.

As especialidades são as produções do Vinho do Porto e do vinho do Douro.

Site: https://pt.symington.com/

destinos em PortugalEuropavinho