Afinal, vinho é bom ou não para o coração?

Descubra se o vinho faz bem ao coração. Conheça os benefícios do consumo moderado, como proteger os vasos sanguíneos e os cuidados necessários para evitar problemas de saúde.

Você já ouviu falar dos supostos benefícios cardiovasculares do vinho? O cardiologista Adelson Miranda e a nutricionista Graça Cavalcante, revelam os segredos dessa bebida tão apreciada.

Prepare-se para conhecer os efeitos do consumo moderado de vinho no organismo.

Proteção arterial: o poder do vinho tinto

Segundo o cardiologista Adelson Miranda, o vinho tinto pode desempenhar um papel importante na proteção das artérias. Ele explica que o consumo moderado dessa bebida pode ajudar a diminuir o colesterol LDL, ou “colesterol ruim”, e aumentar o colesterol HDL, ou “colesterol bom”.

Assim, o vinho tinto pode prevenir a formação de placas de gordura nas artérias e melhorar a circulação sanguínea, o que previne doenças cardíacas graves.

LEIA MAIS: Por que os vinhos que nossos bisavôs bebiam eram diferentes dos nossos?

Alerta de pressão arterial

É importante notar que o consumo excessivo de vinho pode aumentar a pressão arterial. Pesquisas mostram que altas doses de álcool podem elevar a pressão arterial, aumentando o risco de problemas como o acidente vascular cerebral (AVC). Por isso é importante encontrar um equilíbrio e evitar o consumo excessivo de vinho.

Advertências e contra-indicações: quem deve evitar o vinho?

Apesar dos potenciais benefícios, nem todos podem desfrutar do vinho sem preocupações. A nutricionista Graça Cavalcante, alerta que pessoas com arritmias cardíacas, cirrose hepática, gastrite, triglicerídeos elevados, alcoolismo, gravidez ou diabete, devem evitar o vinho.

O consumo da bebida pode piorar essas condições, trazendo mais riscos do que benefícios.

LEIA MAIS: Bom para o seu bolso e gostoso! Os melhores vinhos custo-benefício de 2023

Segredos da uva: Resveratrol e seus efeitos

A nutricionista destaca que o resveratrol, poderoso antioxidante encontrado nas uvas, é um dos componentes responsáveis ​​pelos benefícios do vinho para a saúde do coração.

Além de ajudar a proteger o sistema cardiovascular, o resveratrol também pode ter efeitos anticancerígenos e retardar o envelhecimento prematuro.

Equilíbrio é a chave: alimentação saudável como escolha

Uma dieta balanceada, rica em alimentos naturais e rica em polifenóis, é essencial para a saúde do coração.

A nutricionista orienta que é mais interessante comer in natura, e não apenas no vinho para obter os benefícios necessários. Desta forma, você pode proteger seu coração com segurança e garantir um corpo saudável.

Gostou deste artigo? Então, acesse o Brazil Greece e confira inúmeros outros artigos interessantes para você!

bebidasvinho