“Modo Rua” do Nubank evita que você seja roubado(a) na rua

O Nubank introduziu o Modo Rua como uma medida adicional de segurança para seus clientes, visando ampliar a proteção de suas transações. Embora ainda em fase de teste, essa ferramenta promete agregar uma camada extra de segurança aos usuários.

Leia mais: Como fazer um PIX no cartão de crédito e parcelar em até 12 vezes?

O que é o Modo Rua Nubank e como ele opera?

O Modo Rua é uma funcionalidade desenvolvida pelo Nubank, permitindo aos clientes estabelecer limites para pagamentos de boletos, transações Pix e transferências sempre que estiverem fora de casa. Além disso, os usuários podem configurar redes Wi-Fi seguras, possibilitando ao aplicativo reconhecê-las automaticamente, como redes de trabalho ou residências de amigos e familiares.

Assim, além de proporcionar maior segurança contra roubos, furtos ou extravios, o Modo Rua também contribui para o controle financeiro enquanto fora de casa, uma vez que os clientes podem definir limites de uso.

Embora atualmente em fase de testes, o Modo Rua Nubank em breve estará disponível para todos os usuários, podendo ser ativado com facilidade através do aplicativo com apenas alguns cliques.

Leia mais: 5 profissões em que você já começa ganhando muito bem no Brasil

Quais benefícios o Modo Rua Nubank oferece?

Indiscutivelmente, uma das principais vantagens do Modo Rua Nubank é a segurança adicional que proporciona, protegendo o dinheiro dos clientes de maneira mais eficaz.

Além disso, os usuários podem desfrutar de um maior controle financeiro ao utilizar esse recurso, pois ele permite que estabeleçam um limite de saldo para transações realizadas fora de casa.

Leia mais: 5 passos simples usar seu cartão de crédito de forma inteligente e economizar

E se precisar efetuar uma transferência de valor mais elevado?

Se houver necessidade de efetuar uma transferência com um valor superior ao limite estabelecido, o cliente deve passar por um processo de reconhecimento facial. Esse procedimento pode ser realizado diretamente no aplicativo para autorizar a transação.

Isso se mostra essencial como uma “verificação de identidade”, garantindo que é de fato o titular que está realizando a transferência.

Portanto, essa medida constitui mais uma camada de proteção: mesmo que você seja vítima de furto ou roubo e o invasor tenha acesso à sua senha, não conseguirá efetuar transações que ultrapassem o limite definido.

Gostou deste artigo? Confira vários outros semelhantes aqui no Brazil Greece!

aplicativosbancosdinheiro