8 Lendas Francesas para Mergulhar nos Mistérios do País!

Desde as lendas urbanas de Paris até as histórias do interior, saiba mais sobre a cultura francesa

Conheça as lendas francesas mais assustadoras!

A Cidade da Luz e do Amor, o charme dos Alpes, os castelos e jardins.

Quando falamos em França, sempre nos vêm à mente os cartões postais que fizeram o país um dos mais visitados do mundo.

Mas, as lendas francesas vêm aí para nos provar que a cultura é tão rica quanto as paisagens e culinária!

Paris, a cidade do amor já foi, por séculos, um lugar de tragédias e terror, terreno fértil para as mais variadas lendas urbanas.

Já os Alpes são a mais pura magia das montanhas que inspira a criação das mais variadas histórias.

Por isso, conheça a seguir uma pequena coletânea das mais interessantes lendas francesas.

Lendas francesas

Porta do Diabo da Catedral de Notre-Dame

Lendas Francesas: Notre-Dame.

A lenda francesa da Porta do Diabo da Catedral de Notre-Dame já virou até roteiro turístico, em um passeio chamado Paris Amaldiçoada.

Dizem que, no século XIII, quando a igreja estava em construção, um jovem ferreiro chamado Biscornet recebeu a tarefa de trabalhar nos ornamentos das portas.

Pois bem, ele elaborou desenhos mirabolantes que foram imediatamente aprovados pelos religiosos.

Só que, na prática, eram impraticáveis e o jovem, então, entrou em desespero.

Eis que veio o Diabo lhe fazendo a proposta de ajudar em troca da alma do rapaz.

Pacto feito e, no dia seguinte, as portas estavam lá, prontas e lindas.

Chega o dia da inauguração! Advinha o que aconteceu?

O Diabo travou as portas e só foram abertas após jogar muita água benta!

Os 666 vidros da Pirâmide do Louvre

Lendas Francesas: Museu do Louvre.

A arquitetura do Louvre, que está entre os museus mais famosos e visitados do mundo, impressiona.

Mas, também é palco de uma das lendas francesas mais assustadoras!

Segundo as escritas de Dominique Stezepfandt, a pirâmide de vidro foi dedicada ao Diabo, razão pela qual tem, exatamente, 666 vidros quadriculares.

A disposição também é relacionada ao número da besta: conforme um jogo aritmético de adição, multiplicação e representações triangulares do número 6.

Quem assistiu ao filme O Código Da Vinci vai entender esta parte da lenda.

Dizem que o corpo do ex-presidente François Mitterrand, que encomendou a obra, está enterrado lá.

O Homem da Máscara de Ferro

Lendas Francesas: Homem da Máscara de Ferro.

Não, não estamos falando do filme de Leonardo di Caprio, mas de uma famosa e terrível lenda francesa.

Um prisioneiro cumpriu 34 anos na prisão da Bastilha sem que ninguém soubesse sua identidade.

Ele, então, faleceu no ano de 1703 e, durante todo o tempo em que esteve preso, usou uma máscara de ferro.

Como o homem possuía regalias na cadeia, o filósofo Voltaire, que cumpriu pena de um ano na Bastilha, instigou se tratar de um homem importante.

Não só isso, mas o irmão gêmeo do Rei Luís XIV.

A máscara seria usada para esconder sua identidade.

Ainda que nada seja provado, a ideia foi suficiente para inspirar obras literárias e cinematográficas.

A morte do lobisomem

Lendas Francesas: A Morte do Lobisomem.

Esta lenda francesa vem direto dos Alpes.

Segundo a história, um jovem da Sabóia herdou o comércio do pai.

Como ele era um vendedor ambulante, os dois viviam viajando até que, em uma noite de lua cheia, resolveram se hospedar na casa de um soldado.

Então, um lobo veio encontrá-los e, para matá-lo, o soldado atirou no animal e acertou a mãe.

Então, a mulher virou fera por ser amaldiçoada pelo padre porque não pagava os impostos à igreja.

A ponte do diabo

Lendas Francesas: a ponte do Diabo.

Depois da porta em Notre Dame e os vidros no Louvre, agora é a vez da Ponte do Diabo, nos Alpes.

Segundo esta lenda francesa, um empresário ficou preso na construção de uma ponte durante a tempestade, razão pela qual perdeu alguns de seus homens.

Então, ele resolveu pedir a ajuda do diabo para terminar o trabalho.

Assim como aconteceu com o jovem ferreiro da catedral parisiense, o diabo aceitou.

Porém, em troca da alma da primeira pessoa atravessasse a ponte.

A proposta foi aceita e a ponte foi concluída.

Para pagar a dívida com o diabo, os homens atravessaram a ponte com um garoto de dez anos.

Porém, para não deixar que a alma do garoto fosse levada, uma mulher jogou uma cabra na ponte e, consequentemente, o animal foi levado pelo diabo.

Em Maurienne, a partir daí, o diabo passou a ter não dois, mas quatro chifres.

Dahu

O Dahu é uma criatura imaginária das montanhas e, segundo os habitantes dos Alpes, se parece com o bode, mas com duas patas maiores que as demais.

Sendo assim, Dahu só consegue andar em um sentido, precisando dar voltas nas montanhas para não cair.

Segundo esta lenda francesa, se você viu o dahu, é porque bebeu demais.

Barbeiro e confeiteiro sanguinários

Lendas Francesas: Barbeiro e Confeiteiro sanguinários.

No século XIV, um barbeiro e um confeiteiro de Paris eram assassinos similares ao barbeiro demoníaco Sweeney Todd.

Enquanto o barbeiro matava as vítimas e as enviava, porão abaixo, para o seu vizinho confeiteiro, o último preparava tortas com suas carnes.

Macabro, né?

O pior é que as tortas fizeram sucesso inclusive entre a realeza!

Até que o cachorro de uma das pessoas mortas agiu de forma estranha e, em 1387, os dois foram presos e, dias depois, queimados vivos em frente à prefeitura.

Rituais no cemitério de Pére-Lachaise

Lendas Francesas: Rituais no cemitério de Pére-Lachaise.

Cemitério já não é um lugar muito agradável, imagine um cercado de lendas!

No caso do Pére-Lachaise, acabou virando atração turística porque, assim como o Cemitério da Recoleta, abriga os restos mortais de pessoas famosas, a exemplo de Jim Morrison, Oscar Wilde e Edith Piaf.

Mas, tem mais coisas por trás do cemitério!

Uma das lendas francesas mais sombrias afirma que missas ou rituais satânicos já foram realizados ali, inclusive com sacrifício humano.

Algo que pode acontecer até hoje.

Porém, também há uma lenda que diz existir uma passagem subterrânea em certos túmulos ligando o cemitério às catacumbas de Paris.

Então, conhecia alguma das lendas francesas?

Qual delas você acha mais assustadora?

Aproveite para conhecer também algumas das lendas da Amazônia e, também, lendas do Natal que também já viraram roteiros cinematográficos.

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais