Como fazer um PIX no cartão de crédito e parcelar em até 12 vezes?

Conheça a nova possibilidade de transferências bancárias: através do cartão de crédito!

Transferir dinheiro através do cartão de crédito emergiu como uma nova forma de transação bancária, suscitando grande interesse em sua mecânica operacional. De fato, essa modalidade torna-se uma alternativa valiosa quando a conta bancária carece de saldo disponível.

Diante dessa necessidade, diversos emissores de cartões de crédito começaram a autorizar que seus usuários utilizem seus limites para efetuar transferências. Mas como exatamente isso funciona? Vamos explorar a seguir!

Leia mais: 5 passos simples usar seu cartão de crédito de forma inteligente e economizar

Como transferir dinheiro com cartão de crédito?

É viável transferir fundos utilizando o recurso Pix no Crédito, que permite aos usuários empregar o limite do cartão tanto para transferências quanto para pagamentos.

Assim, embora essa forma de transferência seja distinta, para o destinatário, nada muda em relação ao recebimento dos fundos. Em outras palavras, o montante é recebido da mesma maneira que em um Pix convencional. Portanto, a única alteração ocorre para quem realiza o pagamento.

Além disso, ao contrário do Pix convencional, onde o valor é debitado integralmente da conta, no Pix no Crédito, o montante pode ser parcelado em até 12 vezes, com as parcelas incorporadas à fatura do cartão.

O Pix no Crédito representa uma novidade no mercado de transferências, sendo o Nubank um dos principais bancos a oferecer esse serviço aos seus clientes.

Leia mais: PIX errado, o que devo fazer? Veja os métodos para recuperar o seu dinheiro!

Posso fazer a transferência para a minha própria conta?

Por fim, essa é uma transação que era pouco comum. Porém, hoje em dia, devido à crise a aumento da dificuldade financeira, é uma opção para quem não tem dinheiro na hora. Mas, vale destacar que esse método de pagamento não deixa de ser um tipo de empréstimo. Portanto, seu uso deve ocorrer com moderação e cautela.

Na verdade, o ideal é usá-lo, já se programando e deixando o dinheiro do outro mês reservado para o pagamento.

De qualquer forma, quando o banco permite que o usuário utilize o cartão de crédito para transferir o dinheiro para a sua própria conta, normalmente isso pode ocorrer de duas maneiras: transformando o limite de saque em dinheiro na conta ou dividindo o limite pré-aprovado entre conta e cartão.

Mas, é importante lembrar que essa modalidade inclui cobrança de IOF e juros. Portanto, antes de optar por esse recurso, é válido analisar se vale a pena arcar com os custos envolvidos para não ter prejuízos financeiros.

Ou seja, o PIX está aí para nos ajudar, basta que você faça o uso inteligente dessa ferramenta!

Gostou deste artigo? Então confira vários outros semelhantes aqui no Brazil Greece!

você pode gostar também