PIX errado, o que devo fazer? Veja os métodos para recuperar o seu dinheiro!

Conheça as opções disponíveis para você resolver o problema de ter mandado um Pix errado

O Pix ganhou popularidade e os brasileiros agora estão utilizando fortemente o serviço. Inclusive, as operações usando Pix cresceram tanto que hoje em dia há até mesmo algumas variações, como é o caso do Pix Parcelado, por exemplo.

Porém, por ser uma operação simples e rápida, erros podem acontecer eventualmente. Então, pode ser que você faça uma transferência para uma conta incorreta. Não se engane, isso é mais frequente do que se imagina. Portanto, saiba o que fazer com o Pix errado.

O que fazer quando manda um Pix errado?

Apesar de ser bastante conhecido, o Pix só foi lançado em outubro de 2020, o que significa que muitas pessoas ainda estão com problemas para usar a ferramenta.

Quando ocorreu o seu lançamento, a única maneira de recuperar o seu dinheiro, caso você o enviasse inadvertidamente e de forma incorreta, era entrar em contato com a pessoa que o recebeu.

Um conjunto de regras conhecido como Mecanismo Especial de Devolução (MED) foi desenvolvido pelo Banco Central no final de 2021 para melhorar essa questão dos Pixs feitos para pessoas erradas.

No entanto, esse mecanismo só pode ser utilizado quando houver suspeita de fraude e falhas no sistema por parte dos envolvidos na transação. Nesse sentido, um usuário que fez uma transferência sem querer não está autorizado a usar este recurso.

LEIA MAIS:

Devolução do Pix, como funciona?

Nos casos em que o Pix foi feito por descuido, é aconselhável entrar em contato com a pessoa que recebeu a transferência imediatamente. Isso se aplica aos casos em que um cliente do banco enviou dinheiro para outro cliente usando o Pix. Assim, quem recebeu o valor pode devolver o dinheiro usando o próprio Pix, ou qualquer outro método que ela escolher.

Também é possível entrar em contato com o banco, explicar a situação e fornecer todas as informações necessárias para que uma instituição entre em contato com outra a fim de recuperar o dinheiro. É fácil para quem recebe o valor na conta. Basta entrar em contato com o remetente ou informar ao banco que a transação não foi bem-sucedida.

Mesmo que o destinatário não saiba o motivo pelo qual o destinatário reteve essa quantia específica de sua conta, essa ação pode ser vista como criminosa se o destinatário se recusar a devolver o valor. Se a intenção for manter o dinheiro, pode ser necessária uma ação judicial de enriquecimento sem causa.

Gostou deste artigo? Então confira vários outros semelhantes aqui no Brazil Greece!

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais