Você faz certo? Esta é a forma correta de lavar e armazenar seus vegetais

Apesar de trabalhoso, o processo é importante para garantir refeições seguras e de qualidade

Vegetais e legumes são necessários de qualquer dieta. Por esse motivo, nada melhor do que escolher produtos de qualidade e orgânicos em feiras ou mercados. No entanto, muitos se esquecem da importância de armazená-los da forma correta e higienizada. Com isso em mente, separamos algumas dicas sobre como limpar vegetais.

O que diz a ciência?

Segundo pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), higienizar vegetais e frutas recém-adquiridos é extremamente importante. Caso contrário, pode aumentar de forma significativa as chances de contaminações por vírus, fungos ou bactérias. Inclusive, quase 40% das doenças adquiridas através do consumo de alimentos ocorrem em casa.

Higienização:

  1. Remova partes deterioradas: antes de tudo, retire raízes e partes muito danificadas dos vegetais.
  2. Lave em água corrente: lave as frutas, legumes e verduras sob água corrente, esfregando-os suavemente para remover sujeira e resíduos.
  3. Deixe de molho: mergulhe os alimentos em uma solução clorada (uma colher de sopa de hipoclorito de sódio em 1 litro de água potável) por 15 minutos.
  4. Enxágue bem: após o molho, enxágue os vegetais novamente em água corrente abundante.
  5. Deixe secar: deixe os alimentos secarem naturalmente ou use papel toalha.

Leia mais: 4 alimentos que você jamais deve lavar antes de comer

Armazenamento:

  • Alta durabilidade: cebola, batata, abóbora e alho podem ficar em local limpo, fresco e arejado. Além disso, você pode armazenar as batatas em um saco de papel.
  • Média durabilidade: couve, couve-flor, repolho, brócolis, berinjela, pepino, quiabo, pimentão, cenoura, tomate, beterraba, batata-doce e mandioca podem ficar na gaveta da geladeira em recipientes próprios. Porém, mantenha o tomate fora da geladeira se você quiser que ele amadureça mais rápido.
  • Baixa durabilidade: alface, rúcula, agrião, milho-verde e mandioquinha devem ser guardados na geladeira em embalagens plásticas bem vedadas.

Leia mais: A maioria faz errado: veja como lavar brócolis e couve-flor da forma certa

Preservação a longo prazo:

  • Branqueamento: Esse método envolve a cocção rápida do alimento seguida por um choque térmico, preservando a cor, sabor e nutrientes. Por exemplo, beterraba, cenoura, brócolis, abóbora, batatas, quiabo, e mais. Após branqueados, armazene em sacos herméticos ou recipientes vedados na geladeira (5 a 7 dias) ou congelador (6 a 12 meses).
  • Congelamento: Muitos alimentos podem ser congelados, incluindo temperos, ervas, frutas e vegetais. Picados e armazenados em potes apropriados, esses alimentos podem durar até um ano no congelador. Após descongelar, consuma-os em até 2 dias.

Lembrando que alimentos crus sensíveis, como alface, não devem ser congelados. Ao seguir essas orientações, você pode manter seus vegetais frescos e seguros por mais tempo.

Gostou deste conteúdo? Então não perca nenhuma novidade do portal Brazil Greece!

você pode gostar também