Casal viaja para Londres com bebê e diz o que você deveria saber

Dicas que irão te ajudar na sua viagem.

Eu morei em Londres por três anos, até o dia em que conheci minha esposa. Como ela morava no Brasil, acabei me mudando para o país. Porém, desde que deixei Londres, meu sonho sempre foi um dia retornar com minha família e meus filhos para mostrar a eles o local onde nos conhecemos e nossa história começou. Porém, será que Londres é um bom local para viajar com os filhos? Será que é uma cidade adequada para viajar com bebês? Qual é a melhor forma de se transportar em Londres com um bebê? Então, é sobre isso que falaremos a seguir.

Londres é uma boa cidade para viajar com o bebê?

Antes de mais nada, temos o costume de pensar em Londres apenas como o centro King’s Cross, Mayfair, Oxford Street, e sim, esses locais, principalmente durante o final de semana e durante o horário de pico, costumam ser mais lotados. Outro local também que costuma ser mais cheio é o Piccadilly Circus.

Porém, Londres é sim uma cidade perfeitamente compatível com uma viagem com um bebê e uma criança, desde que você saiba escolher o local onde vai ficar e os horários em que vai pegar os meios de transporte. E é aí que entramos no próximo tópico: como se locomover em Londres com crianças.

Leia mais: 10 coisas que você tem que saber antes de viajar de avião com bebê

Como se locomover em Londres com bebês e crianças?

Antes de mais nada, é essencial ter um GPS no seu celular. Um aplicativo que recomendamos bastante é o Citymapper. Você também tem a opção de usar um outro aplicativo de GPS, como, por exemplo, o Google Maps ou o Apple Maps. Em todos eles há a opção de você colocar o destino e eles vão te dar o melhor meio de transporte.

No nosso caso, acreditamos o Citymapper é muito útil, mas já usamos o Google Maps e não tivemos problemas, funciona também. Com o Citymapper, você consegue inserir de onde está saindo e onde quer chegar. Além disso, você pode ver as rotas possíveis, os meios de transporte disponíveis e as trocas de transportes que precisa realizar.

Ainda, você consegue ver quanto tempo leva para ir de ônibus, metrô, overground e até mesmo caminhando. Inclusive, ao caminhar, eles mostram até quantas calorias você gasta. De qualquer forma, o ponto principal é escolher um local bem localizado ou pelo menos com uma boa conexão. Essa é nossa principal dica. Além disso, outra coisa que nos chamou a atenção em Londres é que nem todas as estações de metrô têm elevador.

E, acredite em nós, um elevador pode até não ser tão útil no dia a dia, mas quando você está carregando um bebê e várias malas, ele se torna praticamente essencial. No entanto, é só verificar se a estação é acessível ou não. Ou seja, se você conseguir traçar uma rota com o aplicativo de GPS da sua preferência de forma que não precise parar em estações sem elevador, com certeza facilitará muito a sua viagem.

Leia mais: Quanto tempo você leva para ficar fluente em inglês?

Qual meio de transporte escolher em Londres para viajar com o bebê?

Agora, em relação a decidir qual o meio de transporte, isso vai depender da sua preferência e também do tempo para o seu destino. Por exemplo, andar de metrô em Londres às vezes pode ser uma opção rápida, inclusive às vezes até mais rápida do que ir de Uber ou de carro. Mas a experiência de ir de ônibus, além de ser mais barata, é interessante, pois você consegue andar pela cidade vendo as ruas, as construções e tudo mais. Ou seja, é uma certa forma de turismo.

Então, às vezes preferimos optar pelo ônibus justamente para poder apreciar a paisagem. Além disso, considerando que o bebê às vezes gosta de se movimentar, às vezes ele se entedia de ficar parado olhando para o mesmo lugar. Por isso, é interessante também pensar nessa possibilidade de andar de ônibus, porque o bebê pode ficar um pouco mais tranquilo olhando a paisagem lá fora.

Leia mais: Dono da sua própria ilha? Esta ilha à venda pode ser seu próximo retiro exclusivo

Fique atento(a) aos horários de pico

Outra questão importante a considerar é a localização onde você vai ficar e evitar horários muito tardios ou de pico. Dependendo da localização, pode não ser tão seguro viajar e andar com o bebê por aí, principalmente no ônibus. Além disso, principalmente durante a semana, é importante evitar os horários de pico.

Normalmente, os horários de pico são entre seis e meia da manhã e nove da manhã, e entre quatro e meia da tarde e sete. E, acredite, algumas estações, como, por exemplo, a Piccadilly Circus, podem ficar extremamente lotadas. Além de você esperar muito tempo pelo metrô, ainda há riscos de questões de segurança com o bebê. Então, evite esses horários.

você pode gostar também