Conheça a caverna de Zeus que você pode visitar (e a sua história)

Veja só onde ela fica.

Você sabia que na Grécia existe uma caverna onde, segundo sábios da antiguidade, Zeus, o pai dos deuses, nasceu? Mas onde exatamente fica a caverna de Zeus?

Quem era Zeus?

Antes de informarmos tudo sobre esta caverna, vamos explorar quem era Zeus na mitologia grega antiga. Conhecido em grego como Dias (Δίας), ele é o deus do céu e do raio. Além disso, é o filho mais jovem de Cronos e Réa. De acordo com uma profecia, o pai de Zeus, Cronos perderia seu trono para um de seus filhos. Portanto, Cronos devorava seus filhos. No entanto, ele não contou com a astúcia de sua esposa, que decidiu aprisioná-lo para salvar suas crianças, como veremos a seguir. Então, agora vamos ver onde nasceu.

Conheça a caverna de Zeus que existe até hoje

A imponente Caverna de Zeus, conhecida como Dikteon Cave, ficana montanha Dikti, acima da vila de Psychro, na Planície de Lassithi, a uma altitude de 1025 metros.

Abaixo da Caverna de Psychro, há um espaçoso estacionamento com muitos restaurantes, de onde partem dois caminhos ascendentes, e a subida leva cerca de 15 minutos. Durante a jornada até a caverna, a vista para a planície de Lassithi é panorâmica. Antes da entrada da caverna, há uma bilheteria e uma lanchonete. A caverna, com uma área de 2200 metros quadrados, é iluminada artificialmente, e o percurso dentro dela tem 250 metros.

A caverna tem por cinco salas, repletas de estalactites e estalagmites, com uma pequena lagoa no ponto mais baixo da caverna, cujo nível aumenta durante os meses de inverno. Lá, encontra-se o “manto de Zeus”, uma estalactite que pendura como um dossel sobre a lagoa, com sua forma lembrando um manto.

Em 1883, moradores locais, principalmente pastores e caçadores, descobriram numerosos artefatos arqueológicos na caverna. Desde então, iniciou-se um ciclo de escavações dentro dela, embora de extensão limitada.

A maioria dos achados provém de escavações clandestinas e é preservada no Museu Arqueológico de Heraklion e em Oxford. Infelizmente, ao longo dos séculos, devido à acessibilidade da caverna, muitos objetos significativos foram presumivelmente removidos.

Leia mais: Descubra qual era o nome gringo mais popular no ano em que você nasceu

Os mitos da Caverna de Zeus

A maioria dos estudiosos identifica a Caverna de Psychro como a famosa “Caverna de Dikteon” da mitologia, conforme mencionada por Hesíodo, onde Zeus nasceu e foi criado com a ajuda de Amaltheia e dos Curetes. Por esse motivo, também é chamada de “Belém do Mundo Antigo”.

De acordo com o mito, havia um oráculo que afirmava que Cronos seria morto por seu filho, razão pela qual Cronos devorava seus filhos para se proteger. Assim, Rhea buscou a Caverna de Psychro para dar à luz o pai de todos os deuses, Zeus, secretamente de Cronos. Rhea enganou Cronos e, em vez de entregar o bebê, deu-lhe para rasgar um rochedo envolto nas fraldas do recém-nascido.

Em seguida, Rhea deixou Zeus na caverna para ser criado pelos Curetes de Dikteon, com a ajuda da cabra Amaltheia e da ninfa Melissa. Os antigos gregos acreditavam que Zeus nasceu, ou pelo menos cresceu até estar pronto para enfrentar seu pai, na Caverna Ideon, na cordilheira de Psiloritis (montanha famosa da Creta).

Leia mais: Veja o maior ultramaratonista do mundo que correu da Terra à Lua

Quem era a cabra Amalteia

Amalteia é descrita como uma Ninfa da Hidra e, em outras vezes, como uma cabra, cuerno da qual Zeus se alimentava com leite e mel. Na arte antiga, muitos deuses eram representados segurando o chifre de Amalteia, que foi atribuído na literatura clássica latina como cornu copiae. Era um símbolo de abundância, plenitude de bens e prosperidade humana. Refere-se ao chifre quebrado da cabra Amalteia, que podia se encher com qualquer bem desejado por seu possuidor.

Os curetes eram cinco irmãos

  1. Héracles. É uma simples homonímia com o famoso semideus Hércules, filho de Zeus.
  2. Paionaeus
  3. Epimedes
  4. Iasius
  5. Idas

Por fim, o mito conta que eles não nasceram, mas brotaram da terra quando Zeus a regou com suas primeiras lágrimas como um bebê. Os Curetes guardavam a entrada da caverna para que ninguém se aproximasse, e assim que o divino bebê, Zeus, nasceu, assumiram a responsabilidade de cuidar dele até que crescesse.

Então, como vigias atentos, os Curetes, quando o bebê chorava, batiam forte os pés no chão dançando, ou em outra versão, batiam tambores e os escudos metálicos deles para que, com o barulho que faziam, encobrissem o choro. No final, Zeus conseguiu se salvar e, mais tarde, declarou guerra ao seu pai e aos outros Titãs. Essa batalha ficou conhecida na mitologia grega como a Titanomaquia.

Se você é um amante da mitologia grega, certamente ficará impressionado com este local maravilhoso em Creta.

você pode gostar também