Mastiha: Conheça a Delícia Grega Exclusiva da Ilha de Chios!

A Mastiha, Mastika ou Mastic é a resina natural aromática extraída de uma árvore, Pistacia Lentiscus, que recebe o nome de “skinos” em grego.

Além disso, é tradicionalmente cultivada na ilha do Mar Egeu chamada Chios. Ainda, a Mastika de Chios é produzida em formado de “gotas” ou “lágrimas”.

Como a Mastiha é coletada?

Mastiha de Chios na Grécia.

A sua coleta a partir da árvore é feita de forma tradicional. Os trabalhadores nivelam a área ao redor da árvore e rasgam o tronco da árvore em pontos específicos. Assim, ela começa a fluir e, após se estabilizar em 15 dias, está pronta para coleta.

Este processo ocorre de 15 de agosto até meados de setembro. O produto é então peneirado, lavado e cuidadosamente limpo, peça por peça, e comercializado.

Como a suas lágrimas surgiram de acordo com a tradição?

Mastiha de Chios na Grécia.

Segundo a tradição de Chios, essas “lágrimas” surgiram quando Santo Isidoro foi martirizado pelos romanos, por volta de 250 dC. Os romanos perseguiram Santo Isidoro porque ele era cristão. Então, para escapar, ele fugiu para perto da vila de Mesta, que hoje é um assentamento tradicional de Chios.

Então, lá apareceu Isidoro montado em um cavalo branco e assim ele chegou aos vilajeros do sul de Chios. No entanto, estava tão gravemente ferido que não aguentou e sentou-se sob uma árvore. A árvore sentiu tanta pena da tortura de Isidoro que começou a chorar. Inclusive as suas lágrimas tinham cheiro. Então, assim surgiu a “lágrima de Santo Isidoro“, que até hoje chamamos de Mastiha.

A Mastiha na antiguidade

A primeira menção do uso da Mastiha foi feita por Hipócrates que a usou para prevenir problemas digestivos, resfriados e como refrescante para o hálito. Além disso, os egípcios usavam a Mastiha para embalsamar os mortos. Enquanto que os romanos e turcos faziam palitos de madeira de Mastiha para limpar e branquear os dentes.

A Mastiha hoje em dia

Atualmente seu uso mais difundido é como goma de mascar ou como ingrediente de confeitaria, bem como para a produção de licor de Mastiha. Além disso, nos últimos anos, a Mastiha tem sido usada especialmente na Grécia para a produção de coquetéis de verão.

Ainda, um outro uso é como aditivo na preparação de doces, confeitaria e pastelaria aromática. Inclusive, a sobremesa mais popular que contém Mastiha é a chamada “submarino”, tradicionalmente servida como uma colher de sobremesa mergulhada em um copo de água.

Por que ela só cresce em Chios?

Mastiha de Chios na Grécia.

Os índices pluviométricos, a incidência solar e a textura calcária do solo, compõem o ambiente ideal para a Mastiha prosperar. Inclusive, ela cresce principalmente em 24 vilas do sudoeste de Chios chamadas de Vilas da Mastiha.

Quando começa o cultivo da Mastiha?

Em meados de setembro, começa a colheita de Mastiha. Então, no início de novembro, os agricultores colocam o produto em um barril de água para começar a limpeza.  A Mastiha foi e é uma fonte de renda muito importante para a ilha de Chios.

Quais são as suas propriedades benéficas?

De acordo com estudos realizados por especialistas, ela possui propriedades antibacterianas, antioxidantes e anti-inflamatórias. Além disso, tem também a capacidade de reduzir os lipídios e a glicose no sangue.

No entanto, é mais famosa pelo alívio que oferece aos sintomas estomacais e do trato gastrointestinal. Além disso, é usada para problemas de pele, pois tem um efeito curativo. Ainda, pesquisas recentes mostraram que a Mastiha também tem efeitos anticancerígenos.

Inclusive, desde 2015 é aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos como medicamento natural para o tratamento de doenças de pele, bem como para doenças gastrointestinais, como refluxo gastroesofágico.

Por fim, hoje, nas farmácias, a Mastiha é vendida em pó.

Ela pode ser cultivada em outra parte do mundo?

Mastiha de Chios na Grécia.

Muitos tentaram cultivar Mastiha em seu lugar. Porém, seus esforços foram infrutíferos, pois o árvore produz a Mastiha apenas em certas áreas.

Inclusive, mesmo em Chios, prospera apenas no lado sul da ilha e especialmente em Mastichochoria, que são os seguintes:

  • Lithi
  • Vessa
  • Elata
  • Mesta
  • Olympi
  • Armolia
  • Kalamoti
  • Patrika
  • Flatsia
  • Nenita
  • Vouno
  • Kini
  • Pagida
  • Katarraktis
  • Exo Didima
  • Mesa Didima
  • Mermigi
  • Tholopotami
  • Kallimasia
  • Timiana
  • Neogori
  • Vavili
  • Agios Georgios Sikousis
  • Pyrgi

Além de Chios, há uma produção limitada de Mastic na Península de Cesme, na Turquia.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais