É verdade que a dívida deixa de existir depois de 5 anos? Confira!

Veja quem tem direito e qual o calendário

Você com certeza já ouviu falar que após 5 anos a dívida desaparece, não é mesmo? A maioria das pessoas acredita que a pendência simplesmente deixa de existir. Contudo, não é dessa forma que funciona. No decorrer do texto você vai descobrir o que acontece com essa pendência. Além de conferir os principais problemas que uma dívida não quitada pode lhe trazer, mesmo após “caducar”.

Após os 5 anos, a dívida some?

O que é determinado por lei, é que após 5 anos sem que haja a quitação da dívida, a mesma irá sair dos birôs de créditos – empresas que fornecem os dados para as empresas credoras de crédito avaliarem se correm algum risco de inadimplência – como o SPC e Serasa.

Então, por consequência, a empresa não poderá mais acionar a justiça em relação a esse débito. No entanto, a pendência não deixa de existir. Com isso, as empresas ainda conseguem acesso a débitos que nunca foram pagos pelo cliente.

Portanto, não é recomendado que o consumidor deixe as suas dívidas “caducarem”, pois ainda assim, ele poderá sofrer alguns problemas em relação a esse débito.

LEIA MAIS: 5 Bancos Que Liberam Empréstimo Para NEGATIVADOS; Veja Como Funciona!

Principais problemas que uma dívida “caducada” pode ocasionar

Como a informação sobre a dívida ainda pode ser encontrada nos registros do Banco Central, os problemas enfrentados por esses consumidores são semelhantes ao das pessoas que ainda permanecem com a dívida ativa. Portanto, confira:

  • Aumento de limite: Ao realizar a análise para aumento do limite, o histórico do usuário será consultado. Então, com isso, mesmo as dívidas que não constam mais nos birôs de créditos podem ser avaliadas, impedindo ou limitando o seu aumento de crédito.
  • Empréstimos: Algo semelhante ocorre aqui, ao realizar a análise para liberação do empréstimo, as empresas podem verificar em seu histórico a existência de dívidas não pagas. Portanto, como consequência, isso impacta negativamente no resultado da análise.

Por fim, se você gostou desse artigo sobre dívida não quitada e quiser saber mais, não deixe de conferir outros textos interessantes no site Brazil Greece.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais