Dinheiro esquecido do PIS/Pasep – Veja se você pode sacar até R$ 1.212!

Algumas pessoas podem receber até R$ 1.212 do benefício

Os trabalhadores que exerceram atividades oficiais relacionadas ao trabalho em 2019 e 2020 poderão ter direito ao benefício salarial do PIS/Pasep. Os beneficiários que inicialmente tiveram acesso ao abono base anual de 2019 deveriam ter concluído o saque entre julho de 2019 e junho de 2020. Por isso, se você quiser mais sobre quem tem direito ao dinheiro esquecido do PIS/Pasep, é só continuar lendo este artigo.

Quem pode receber o valor do PIS/Pasep do ano-base 2020?

De acordo com o PIS/Pasep para o ano-base de 2020, os municípios tinham cronograma de saque do benefício entre 8 de agosto e 31 de março. Com possibilidade de recuperação dos valores até 29 de dezembro de 2022.

O abono salarial é pago àqueles com carteira assinada que receberam, em média, até dois salários mínimos mensais e exerceram trabalho remunerado por pelo menos 30 dias durante o ano-base de acordo com o calendário de saque.

Para ter direito aos benefícios, o trabalhador também deve estar inscrito no PIS / Pasep há pelo menos cinco anos e ter seus dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou eSocial, dependendo da categoria da empresa.

LEIA MAIS:

Como ter acesso ao dinheiro esquecido do PIS/Pasep?

O governo abriu a oportunidade para aproveitar o valor “esquecido”. Mas, para que isso aconteça, o funcionário deve cumprir uma exigência formal de remessa.

Nesse sentido, o pedido pode ser concedido de forma presencial, para isso é necessário levar até uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho um documento com foto (como RG ou CNH) ou então de forma on-line pelo e-mail.

Dessa segunda forma, é necessário que o cidadão envie um e-mail com a solicitação [email protected], sendo que onde tem UF você deve colocar a sigla do seu estado, por exemplo, [email protected] (para os residentes da Bahia).

Caso o funcionário opte pelo saque do valor esquecido, estes saques ficarão disponíveis até o dia 29 de dezembro. Caso o reembolso não seja bem-sucedido, o funcionário só poderá utilizar os valores do calendário do ano seguinte e deverá solicitar novamente o reembolso.

Gostou deste artigo? Então confira vários outros semelhantes aqui no Brazil Greece!

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais