Turista é procurado na Itália por ato no Coliseu: veja o que fez e o valor da multa

Descubra o que aconteceu...

“Identificar e punir” o homem que gravou os nomes de sua companheira e o seu próprio na superfície antiga do Coliseu, pede o Ministro da Cultura da Itália.

O que falou o ministro da Itália

“Acho isso extremamente sério, indigno e um exemplo de grande falta de educação que um turista vandalize um dos lugares mais famosos do mundo, um monumento histórico como o Coliseu, para gravar o nome de sua noiva”, observou em um tweet o ministro Dario Franceschini.

A postagem do ministro incluía uma fotografia do jovem turista com suas características visuais distorcidas, bem como um vídeo mostrando-o utilizando chaves para esculpir os nomes “Ivan+Haley 23” em uma das paredes desse monumento secular.

A revelação que ocorreu na agência de notícias

De acordo com a agência de notícias ANSA, a polícia está conduzindo uma investigação para localizá-lo. A agência ANSA divulgou o video do turista nas redes sociais no último sábado (24/06/2023). Esse vídeo causou indignação na Itália, especialmente devido ao comportamento dele, pois ele parece sorrir, mesmo quando está sendo repreendido pela pessoa que está filmando.

Multa ou prisão

Se for detido e condenado por vandalismo, o homem enfrenta uma multa de pelo menos 15.000 euros. Ou então uma pena de prisão de cinco anos, ou mais, de acordo com a mesma fonte.

O Coliseu foi construído há 2.000 anos, era o maior anfiteatro no Império Romano. Além disso, era usado para sediar lutas de gladiadores, execuções e caças de animais. Hoje, é o ponto turístico mais popular da Itália.

O monumento tem sido alvo repetidamente de atos de vandalismo. Inclusive, dezenas de visitantes foram detidos nos últimos anos por deixarem inscrições ou tentarem roubar pedras do monumento.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.