Curiosidades

O amor pode superar a morte? Aquiles, na mitologia, mostra que sim

O amor pode superar a morte? Aquiles, na mitologia, mostra que sim
By     -   On

A mitologia grega é uma das partes mais interessantes da cultura grega. Isso porque é uma forma de nos trazer ensinamentos reais por meio de histórias. E nela, o que mais havia eram histórias de amor, muitas delas, infelizmente, sendo trágicas. Assim, falando de paixões, uma história de amor se destaca, é a história entre Aquiles, o grande herói grego, e Penthesilea, a rainha guerreira das Amazonas. Essa lenda ressalta como um conto repleto de paixão e tragédia. Se você nunca ouviu falar dela, não se preocupe, pois agora você entenderá. Menos conhecida do que os feitos de Aquiles, essa narrativa oferece um olhar sobre a complexidade emocional e a profundidade dos personagens envolvidos. Então, conheça aqui a história de amor entre Aquile e uma das guerreiras Amazonas.

Leia mais: O queijo que existia desde a Odisseia de Homero e você tem que provar

A história de amor entre Aquiles e uma das guerreiras Amazonas

Penthesilea, filha de Ares, o deus da guerra, e Otrera, a primeira rainha das Amazonas, era conhecida por sua coragem e habilidade em combate. Segundo a mitologia, após tirar a vida acidentalmente sua própria irmã durante uma caçada, Penthesilea foi consumida pelo remorso e pela loucura, levando-a a participar da Guerra de Troia em uma missão para redimir-se. Alguns relatos a descrevem como mercenária a serviço do rei troiano, Príamo.

O ponto culminante de sua história ocorreu no campo de batalha, onde Penthesilea enfrentou Aquiles, o maior guerreiro grego. Após um combate intenso, Aquiles venceu e tirou a vida de Penthesilea, mas ao fitar nos olhos dela no momento de sua morte, ele se apaixonou perdidamente pela guerreira. Esse momento de reconhecimento mútuo de valentia e beleza converteu uma cena de guerra em uma história de amor marcada pela tragédia.

A paixão súbita de Aquiles gerou controvérsias entre os gregos. Ele foi zombado por Thersites, um companheiro guerreiro, levando Aquiles a tirar a vida dele. Como resultado, Aquiles precisou purificar-se na ilha de Lesbos antes de retornar ao combate em Troia. Este episódio ilustra como, até mesmo entre heróis, a vulnerabilidade e a capacidade de amar profundamente podem levar a ações extremas.

Leia mais: 4 cidades de Creta que você deveria conhecer, segundo um grego

Você já conhecia as Amazonas? Veja alguns mitos e verdades

As Amazonas são frequentemente mencionadas na mitologia grega como um grupo de mulheres guerreiras extremamente habilidosas e corajosas. Elas aparecem em várias lendas e histórias antigas, sendo geralmente retratadas como uma sociedade matriarcal, onde as mulheres tinham maior importância e os homens tinham um papel secundário.

A sua existência tem sido objeto de debate entre historiadores e arqueólogos por muitos anos. A maioria dos relatos sobre elas provém de fontes mitológicas, como as obras de Homero e Heródoto. Alguns especialistas acreditam que essas histórias possam ser baseadas em grupos reais de mulheres guerreiras de culturas antigas, como as citas, que viviam na região que hoje compreende a Ucrânia, Rússia e Cazaquistão.

Além disso, essa existência é apoiada por descobertas arqueológicas que revelam esqueletos femininos com sinais de combate, enterrados com armas e equipamentos de guerra. Estas descobertas, apresentadas pela historiadora Adrienne Mayor da Universidade de Stanford, sugerem que as Amazonas podem ter sido inspiradas por mulheres guerreiras reais da antiguidade.

Sendo assim, isso tem levado alguns historiadores a reconsiderar a ideia de que as Amazonas não eram apenas uma invenção mitológica, mas poderiam ter base em pessoas reais.

Por fim, tendo existido ou não, a história de Aquiles e Penthesilea traz uma perspectiva única sobre a intersecção de amor, guerra e redenção. Embora tragicamente breve, seu amor revela a capacidade dos seres humanos, mesmo os semi-divinos, de experienciar emoções profundamente humanas. Assim, essa é mais uma forma de a mitologia grega nos impactar e destacar a eterna busca humana por significado além dos conflitos da vida.

Konstantinos P.

Grego, morou na Grécia por quase toda a sua vida e em Londres por 3 anos. Trabalhou como Bar Manager, Bartender e Barista em Londres e na Grécia. Além de ter trabalhado nas melhores cozinhas e bares de Londres e da Grécia. Participou de renomados cursos na área e compartilhou o seu conhecimento com seus alunos pela Europa. Por ser apaixonado pelo seu país, encontrou por meio da escrita uma forma de compartilhar com os brasileiros o seu conhecimento sobre viagens, história, cultura, mitologia grega e culinária geral, trazendo o melhor da Grécia para vocês.