Como é Bariloche no Inverno: Tudo que você Precisa Saber!

A estrela da Patagônia Argentina é um dos destinos favoritos dos brasileiros

Bariloche no inverno é, certamente, uma das imagens mais frequentes quando falamos em neve na América do Sul.

Situada na Patagônia Argentina, a cidade ganha charme extra com sua arquitetura, decoração, gastronomia e estações de ski.

A seguir, a gente te conta tudo sobre como é a estação em um dos destinos mais queridos no país.

O fato é que, independente da época do ano, a cidade está sempre bonita.

Porém, é preciso assumir que Bariloche no inverno encanta.

Vinhos de excelente qualidade aquecem o corpo e a alma, enquanto a típica culinária patagônica repõe as energias gastas na estação de ski e passeios.

Quando é inverno em Bariloche

Bariloche inverno.

Antes de mais nada, quando é inverno em Bariloche?

Os meses de inverno em Bariloche são junho, julho e agosto, assim como no Brasil.

É o período de temperaturas mais baixas e possibilidade de ver neve.

Como é Bariloche no inverno?

Bariloche inverno: restaurante.

A resposta para essa pergunta é simples: linda!

A cidade tem sempre paisagens encantadoras, rodeada por montanhas arborizadas, lagos e, claro, boa gastronomia.

Mas, no inverno, o cenário fica ainda mais incrível graças à arquitetura das construções de pedra.

Locais que abrigam casas, hotéis e restaurantes excelentes, cuja decoração aconchegante convida a se aquecer.

Sem falar nos pratos típicos da culinária patagônica, vinhos que, a propósito, têm bons preços (apesar da alta temporada) e chocolates.

Ah, e os aficionados por cerveja não podem deixar de experimentar as variedades artesanais produzidas ali mesmo.

O que fazer em Bariloche no inverno?

Bariloche inverno.

Uma cidade com muitos atributos obviamente tem muito o que fazer.

Por isso, quando se levanta o questionamento de quando ir para Bariloche, é necessário analisar o perfil e o objetivo da viagem.

Caso a opção seja visitar Bariloche no inverno, as opções são muitas, mesmo para quem não é muito chegado em ski.

Circuito Chico

Bariloche inverno: Circuito Chico.

Ainda que o Circuito Chico não seja uma atração exclusiva de Bariloche no inverno, certamente ganha ares especiais nesta estação.

O tradicional tour panorâmico percorre cerca de 60 km entre o centro da cidade e o Hotel Llao Llao.

No itinerário, atrações como o Cerro Campanário, do qual a gente vai falar daqui a pouquinho.

Cerro Otto

Bariloche no inverno: Cerro Otto Teleférico.
Esperando pelo teleférico do Cerro Otto.

Outro queridinho de Bariloche no inverno é o Cerro Otto, morro que tem vista linda da cidade.

O diferencial aqui é a Confeitaria Giratória que, literalmente, fica girando.

Ou seja, em uma só xícara de chocolate quente, você terá diferentes ângulos da região.

Cerro Campanário

Bariloche inverno: Cerro Campanário.

Vamos falar de Cerro Campanário?

O morro fica às margens do lago Nahuel Huapi e tem 1.049 metros.

Um teleférico leva até o topo, de onde se tem uma vista linda.

Mas, ó, leva agasalho, hein?

Além de ser inverno, a temperatura lá em cima é ainda mais baixa!

Cerro Catedral

Bariloche Inverno: Cerro Catedral.

O Cerro Catedral é onde você vai, pelo menos, tentar esquiar em Bariloche no inverno.

A estação fica a 19km do centro e tem mais de 2 mil metros de altura.

O que não significa, necessariamente, que você sentirá os efeitos da altitude.

As 53 pistas atendem a todos os níveis, desde iniciantes (quatro caminhos e seis pistas próximas à base) até esportistas experientes.

Mesmo porque tem boas escolas na base da montanha que oferecem aulas de ski para quem não sabe nem como colocar os pés nas pás.

Também, tem opções de snowboard e ski alpino.

Ah, não está muito a fim de se arriscar morro abaixo?

O Cerro Catedral é um complexo com estrutura gigantesca, incluindo sua base.

Lá, aproveite as lojinhas, restaurantes típicos e de fast-food, shopping, creches e hotéis.

Também, suba a montanha por um dos meios de elevação para curtir a paisagem.

Sem falar em outras opções de lazer, por exemplo:

  • esqui nórdico
  • esquibunda
  • circuito de tubing
  • caminhada com raquetes de neve
  • motos de neve

O passeio do Cerro Catedral costuma ser vendido por agências, mas você pode chegar lá por conta própria.

Seja de carro alugado, um remis (táxi com preço fechado) ou transporte público (ônibus linhas 50 e 51).

Salvo quem fica somente na base, é preciso pagar um passe para subir até a montanha.

Isso é feito on-line ou na bilheteria.

Um passe só é válido para qualquer uma das formas de subir a montanha, a saber:

  • Telecabina Amancay (bondinho)
  • Telesilla Princesa 1
  • Telesilla Sextuple
  • Cable Carril
  • Telesilla Condor 1
  • Telesilla Esquiadores

Para quem não quer esquiar, apenas subir a montanha, a sugestão é seguir pelo Cerro Carril ou a Telecabina Amancay.

Cruce Andino

Bariloche Inverno: Cruce Andino.

O Cruce Andino, sem dúvidas, será uma das experiências mais incríveis que você terá em Bariloche no inverno.

Trata-se da travessia de sete Lagos Andinos desde Bariloche a Puerto Varas (ou vice-versa).

O percurso tem paisagens matadoras, inclusive, graças às colorações diferentes que os lagos apresentam, vulcões e, claro, a Cordilheira dos Andes.

Como o trajeto leva aproximadamente 12 horas, pode ser feito em um dia inteiro ou dois dias. Nesta opção, é necessário pernoitar em Peulla.

Isla Victoria e Bosque de Arrayanes

Bariloche no inverno: Isla Victoria y Bosque Arrayanes.

Esse é um dos passeios mais tradicionais de Bariloche no inverno, mas também, durante o verão.

Enquanto a Isla Victoria proporciona visual panorâmico da região, o Bosque de Arrayanes permite conhecer a flora patagônica.

Saiba mais sobre o passeio aqui.

Centro Cívico de Bariloche

Bariloche Inverno: Centro Cívico de Bariloche.

O Centro Cívico de Bariloche merece uma menção honrosa.

A Rua Mitre, principal da cidade, tem lojas com produtos típicos, principalmente chocolates artesanais produzidos na cidade.

No Centro, também dá para fazer uma parada e admirar o Lago Nahuel Huapi, além de visitar o Museu da Patagônia.

Sem falar nas muitas fotos!

Piedras Blancas

Bariloche inverno: Piedras Blancas.

Além do Cerro Catedral, uma das coisas legais a fazer em Bariloche no inverno é passar um tempo no Piedras Blancas.

Ao contrário de outras estações da cidade, esta não se restringe ao esqui ou snowboard, mas inclui atividades que não exigem tanto preparo, como o esquibunda ou descida em trenó.

Além de muito divertido, a vista do alto é linda.

Cerro Tronador

Bariloche inverno: Cerro Tronador.
Zuarin, CC BY 3.0, via Wikimedia Commons.

O Cerro Tronador fica entre a Argentina e o Chile.

O passeio de contemplação permite avistar o vulcão, cujo nome vem do barulho que o gelo faz ao deslizar pelas geleiras.

Durante o trajeto, há paradas em mirantes, visualização da pampa argentina e geleiras, como a de Ventisquero Negro.

Esta é uma das mais altas da Cordilheira dos Andes, indo até a base da montanha.

Villa La Angostura

Bariloche inverno: Villa La Angostura.

Villa La Angostura fica a cerca de 80 km de Bariloche e é conhecida como os Jardins da Patagônia.

Pequena, tem restaurantes charmosos e uma paisagem incrível da região.

Lá, fica o Cerro Bayo, estação de esqui também muito procurada pelos turistas.

Experiências em Bariloche no inverno

Tomar chocolate quente no Rapa Nui

Bariloche Inverno, Rapa Nui.

Lembra que uma de nossas sugestões para subir a montanha do Cerro Catedral era pela Telecabina Amancay?

Além da possibilidade da vista, um dos pontos de referência é tomar um chocolate quente na Rapa Nui, tradicional chocolateria.

Há quem diga ser o melhor de Bariloche, graças à espessura cremosa.

Inclusive, experimentamos e podemos confirmar que vale muito a pena, é uma delícia!

Tomar um café com vista para o Lago Nahuel Huapi

Bariloche Inverno: Café com Vista para o Lago.

Antes de mais nada ,como não tomar um café com vista para o lendário Lago Nahuel Huapi?

Então, Bariloche fica, literalmente, às margens do lago de águas azuis, além de aos pés da Cordilheira dos Andes.

Portanto, um cenário inacreditável.

Para isso, basta sentar-se em uma das cafeterias às margens do lago.

Já está contando os dias para fazer estas atividades de inverno em Bariloche?

Se teve a chance de realizar alguma delas, conta pra gente como foi!

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais