Isla Victoria e Bosque de Arrayanes: Vale a Pena fazer o passeio?

A excursão pelo Lago Nahuel Huapi dura meio dia e aproxima o turista da Patagônia Argentina 

Uma viagem pela Patagônia Argentina sempre reserva pelas surpresas, não é mesmo?

Especialmente, na região de Bariloche, tão querida pelo brasileiros.

Dois passeios em específico – Isla Victoria e Bosque de Arrayanes trazem paisagens belíssimas.

Mas e aí, vale a pena fazer? 

Isla Victoria e Bosque de Arrayanes – como é o passeio? 

Isla Victoria: Nahuel Huapi.

Primeiro, é preciso entender como é o passeio para Isla Victoria e o Bosque de Arrayanes.

Trata-se de uma excursão de meio dia pelo lendário lago Nahuel Huapi.

Assim, o turista vê, de perto, suas praias banhadas pelas águas claras, além das paisagens patagônicas.

A saída é de Puerto Pañuelo que, aliás, impressiona desde o começo pelo visual ao redor.

O porto fica a 25,5 km do centro de Bariloche, ao lado do Hotel Llao Llao, já a caminho do Circuito Chico.

A parada inicial é no Bosque de Arrayanes, localizada na península Quetrihue, pertencente à Villa La Angostura.

Para se ter uma ideia, as árvores avermelhadas, as arrayanes, inspiraram a animação Bambi

Então, já dá para ver o quanto é bonito, não é?

As árvores alcançam mais de 20 metros de altura e dão flores brancas.

Lá, também tem uma casinha que, também, dizem ter inspirado o desenho, construída pelo morador pioneiro da ilha.

Hoje, abriga uma bela confeitaria que, a propósito, fica no final da trilha circular que corta o bosque .

Em seguida, o passeio passa por Isla Victoria, a maior do lago, chegando ao porto Anchorena.

E tem mais…

A ilha abriga arbustos e espécies maiores, como as sequoias.

Isla Victoria e bosque Arrayanes em Bariloche: Vale a pena?

Toda a flora pode ser apreciada na trilha de 600 metros.

Visitando no verão, também dá para curtir a praia Del Toro ou, ainda, subir até o morro Bela Vista, a 900m de altitude, pelo teleférico. 

Aliás, a Playa del Toro é uma praia vulcânica que conserva pinturas rupestres deixadas pelos primeiros habitantes da ilha.

No passeio, também tem casas históricas, além da oportunidade de conhecer espécies exóticas da Patagônia.

Tudo muito bem sinalizado com cartazes explicativos. 

A excursão sai das 9h às 17h ou das 10h45 às 18h15, dependendo da época.

O itinerário é o mesmo, mas conforme a temporada, passa mais tempo em Isla Victoria.

Os valores das tarifas podem ser verificados no site.   

Vale a pena conhecer a Isla Victoria e o Bosque de Arrayanes? 

Isla Victoria e Bosque Arrayanes: vale a pena o passeio?

Sim, mesmo porque o passeio pode ser feito durante todo o ano.

Isso significa que, a depender da época, permite conhecer diferentes visuais.

Porém esperávamos mais da paisagem, especialmente pela descrição inspirada na Disney.

Mas, há pontos bastante válidos no passeio. 

Um deles é o próprio trajeto de barco pelo lago com vista para os Andes, com picos cobertos de neve.

Outro é a experiência de navegar pelo lendário Nahuel Huapi.

Por fim, a oportunidade de apreciar locais pioneiros da Patagônia, com o gostinho de vivenciar o que os primeiros moradores da região viveram.   

Então, sim, vale a pena fazer o passeio de Ilha Victoria e Bosque de Arrayanes.

Navegando por nosso site, você pode conhecer não só rotas pela América do Sul, como El Calafate, mas também Europa. Por exemplo, pontos turísticos em Lisboa e Bruxelas

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais