3 coisas que você jamais deveria falar em uma conversa

Dicas da universidade de Stanford.

Às vezes, falar para grandes plateias pode ser um grande desafio, mas a verdade é que falamos em público o tempo todo. Talvez pelo medo de que o outro esteja te observando, talvez pelo medo de julgamento. Assim, é comum que algumas pessoas apresentem ansiedade e incômodo diante desse tipo de situação. Porém, é praticamente impossível não precisar falar em público, ou falar com o outro pelo menos uma vez na vida, a não ser que você viva isolado. Por isso, aqui você verá as frases e sentenças que deve evitar em uma conversa.

Ser um bom comunicador é, sim, importante. Isso pode te ajudar em uma trajetória para se tornar um chefe, um líder, ou então para exercer efetivamente a sua comunicação. Mas como se tornar um bom comunicador? Bem, aqui você descobrirá algumas dicas que irão te ajudar a dominar essa arte sabendo o que deveria cortar do seu vocabulário.

Leia mais: Como os espartanos criavam filhos para o sucesso? Grego conta!

O que você deve evitar falar em uma conversa para se tornar um bom comunicador?

A Universidade de Stanford fez uma pesquisa e descobriu que há algumas coisas que você deveria evitar durante a comunicação para dominar a linguagem e a comunicação com o próximo.

A primeira delas é exagerar no “eu”. Por exemplo: “eu sempre…”, “eu faço…”, “eu acredito…”. Por que isso? Quando você usa o “eu” com muita frequência, a comunicação fica mais informal. Além disso, quando está se dirigindo ao outro, usar apenas sentenças que iniciam com “eu” pode fazer parecer que o fato se aplica somente a você. Então, o melhor é que você use “todos nós”, ou grande parte das pessoas, ou algo mais abrangente.

Além disso, evite jargões e siglas. Evite pressupor que todos já sabem o significado das siglas que você usa. Muitas pessoas não têm o conhecimento. Por isso, esse é um dos maiores erros durante uma conversa. Assumir que os outros têm o mesmo conhecimento prévio que você mesmo. Inclusive, é algo que conhecemos como a “maldição do conhecimento”. E a única forma de resolver isso é tendo um pouco de empatia. Assumir que as outras pessoas não têm o mesmo conhecimento que você pode te tornar um comunicador mais habilidoso.

Ademais, é importante saber que não é só você que se sente desconfortável ao conversar com os outros, ou que tem medo de falar em público. Porém, você não precisa expressar esse medo publicamente. Por exemplo, há pessoas que falam “eu sempre fico tão nervoso durante uma conversa”.

Porém, a pesquisa de Stanford observou que muitas pessoas têm essa ideia de que dizer ‘Estou tão nervoso quando estou falando’ vai atrair simpatia ou empatia, mas com isso, tudo o que a pessoa faz é sinalizar aos outros o seu nervosismo. Sem contar que, se você não revelar que tem dificuldade em falar em público, as pessoas podem não perceber.

você pode gostar também