11 coisas que você guarda e nunca irá usar de novo

Qual delas você tem em casa?

É comum acumularmos uma série de objetos ao longo da vida, muitos dos quais acabam sendo guardados sem qualquer utilidade real. Assim, seja por apego sentimental, falta de tempo para organizar ou simplesmente por esquecimento, esses itens acabam ocupando espaço em nossas casas. Por isso, aqui iremos falar sobre algumas coisas que você guarda e jamais irá usar de novo, e como lidar com essa situação.

Coisas que você guarda e não vai usar de novo

Convites de eventos

Os convites de eventos, sejam eles casamentos, festas de aniversário ou eventos corporativos, muitas vezes são guardados por questões sentimentais. No entanto, após o término do evento, eles tendem a se tornar apenas mais um objeto sem utilidade. Assim, uma sugestão para lidar com esses convites é tirar uma foto ou escanear o convite, de forma a preservar a lembrança sem a necessidade de ocupar espaço físico. Após esse processo, é seguro descartar o convite físico, liberando assim espaço em sua casa.

Leia mais: Olhe para sua mesa: 7 passos para identificar um azeite fraudado

Meias sem par

Quem nunca se deparou com meias sem par ao realizar a organização das gavetas? É comum que essas meias se acumulem ao longo do tempo, e a esperança de encontrar o par perdido muitas vezes nos leva a mantê-las guardadas. No entanto, a realidade é que dificilmente o par perdido será encontrado. Portanto, o ideal é fazer uma triagem e descartar as meias sem par, mantendo apenas aquelas que ainda estão em boas condições e que possam ser utilizadas.

Cabos

Com o avanço da tecnologia, é comum termos uma gaveta repleta de cabos de dispositivos antigos, ou até mesmo de aparelhos que já não possuímos mais. A dica para lidar com essa situação é realizar uma análise criteriosa, identificando quais cabos ainda são úteis e descartando aqueles que não têm mais utilidade. Além disso, é possível buscar por programas de reciclagem de eletrônicos, onde esses cabos podem ser descartados de forma consciente.

Calçados velhos

Os calçados velhos, assim como as roupas, muitas vezes são guardados por questões emocionais ou na esperança de que um dia voltem a ser utilizados. No entanto, é importante avaliar o estado de conservação desses calçados e refletir se realmente há a possibilidade de utilizá-los novamente. Caso contrário, é válido considerar a doação para instituições de caridade ou descarte adequado.

Leia mais: 8 ameaças presentes em sua casa que você NÃO percebe

Tupperware sem tampas

Quem nunca abriu o armário da cozinha e se deparou com uma pilha de tupperwares sem as devidas tampas? Essa situação é mais comum do que se imagina, e muitas vezes acabamos guardando esses recipientes na esperança de que suas tampas apareçam. Então, a dica aqui é realizar uma organização, descartando os tupperwares que estão sem utilidade e organizando aqueles que ainda podem ser utilizados. Caso o problema persista, considerar a compra de um novo conjunto de tupperwares pode ser uma solução viável.

Perfumes

Os perfumes têm prazo de validade e, mesmo que guardados por questões sentimentais, após um certo tempo acabam perdendo suas características originais. Além disso, é comum acumularmos uma quantidade considerável de frascos de perfume ao longo dos anos, e nem sempre é viável utilizar todos eles. Nesse sentido, é importante avaliar a validade e o estado de conservação de cada perfume, descartando aqueles que já não estão em condições ideais de uso.

Leia mais: 7 sinais de que você tem sorte na vida e está no caminho certo

Livros da escola

Os livros da escola, assim como outros materiais didáticos, muitas vezes são guardados por anos a fio. No entanto, é importante avaliar se ainda há algum uso para esses livros. Caso não haja mais a necessidade de mantê-los, considerar a doação para bibliotecas, escolas ou instituições de caridade pode ser uma forma de dar uma nova utilidade a esses materiais, ao mesmo tempo em que liberamos espaço em casa.

Caixas

Seja de eletrônicos, eletrodomésticos ou outros produtos, é comum guardarmos as caixas por questões de garantia ou na esperança de facilitar um eventual transporte. No entanto, as caixas ocupam um espaço considerável, e muitas vezes acabam sendo esquecidas em algum canto da casa. A dica aqui é avaliar a real necessidade de manter as caixas, considerando o espaço que ocupam e a probabilidade real de serem utilizadas no futuro. Em muitos casos, o descarte adequado dessas caixas pode ser a melhor opção.

Manual de instruções

Assim como as caixas, os manuais de instruções tendem a se acumular em nossas residências. Com o avanço da tecnologia, muitos desses manuais podem ser facilmente encontrados online, o que torna a versão física obsoleta na maioria dos casos. A dica aqui é realizar uma triagem, mantendo apenas os manuais que realmente são consultados com frequência e descartando aqueles que podem ser facilmente substituídos por versões digitais.

Dispositivos eletrônicos

Com o constante avanço da tecnologia, é comum termos em casa uma série de dispositivos eletrônicos obsoletos, como celulares antigos, tablets, câmeras digitais, entre outros. A questão do descarte adequado desses dispositivos é essencial, uma vez que eles contêm componentes que podem ser prejudiciais ao meio ambiente. Buscar por programas de reciclagem de eletrônicos ou pontos de coleta específicos para esse fim é fundamental para garantir que esses dispositivos sejam descartados de forma consciente.

Leia mais: Truques caseiros para devolver o brilho aos copos de vidro

Remédios

O acúmulo de remédios em casa, muitas vezes por conta de receitas médicas antigas ou de tratamentos já finalizados, é uma situação que merece atenção. A presença de remédios vencidos ou sem utilidade pode representar um risco à saúde, além de ocupar espaço desnecessário. A dica aqui é realizar uma avaliação criteriosa do estoque de remédios, descartando aqueles vencidos e buscando por postos de coleta específicos para o descarte adequado de medicamentos.

você pode gostar também