Os deuses gregos comemoravam os Dias das Mães? Um grego diz

Dia das mães na Grécia Antiga.

Será que os gregos antigos celebravam o Dia das Mães? Tudo bem que o Dia das Mães já passou esse ano. Mas você já se perguntou como era na Grécia Antiga? Hoje essa data é muito importante. É uma data em que reunimos a família, damos presentes para nossa mãe e mostramos ainda mais o nosso amor por quem nos criou. Mas como era nos tempos antigos? Bem, é sobre isso que falaremos a seguir.

Leia mais: Quanto tempo você leva para ficar fluente em um novo idioma?

As diferenças culturais e de datas

Desde que começamos a namorar, minha esposa e eu achamos interessante a nossa diferença cultural. Como sou da Grécia e ela do Brasil, podemos notar em nosso dia a dia muitas semelhanças culturais entre os dois países e, ao mesmo tempo, algumas diferenças que são interessantes. Assim, no meio desse contexto, uma das diferenças que notamos e já discutimos aqui foi a diferença nas datas comemorativas.

Por exemplo, já mencionamos que a data da Páscoa Ortodoxa, que ocorre na Grécia, difere da Páscoa Ocidental. Inclusive, já nos confundimos em uma viagem e perdemos essa data, perdendo a oportunidade de passá-la com minha família justamente por causa dessa confusão. Ainda nesse contexto de diferenças culturais e datas comemorativas, também há algumas datas que coincidem entre a Grécia e o Ocidente. Mas, será que isso acontece com o Dia das Mães?

Leia mais: 10 coisas que você tem que saber antes de viajar de avião com bebê

Como era o Dia das Mães na Grécia antiga?

Na verdade, os gregos antigos já adoravam suas mães. Eles tinham, na mitologia grega, a mãe suprema. A primeira, era a Mãe Terra, também conhecida como Gaia. A Mãe Terra era esposa de Urano, e ela representava a natureza, ou seja, era a origem de tudo o que havia surgido.

Assim, os deuses já a adoravam como a maior divindade da época. Em teoria, Gaia era a origem e a mãe do que viria depois. Ela era a mãe, por exemplo, de Ponto, que era o mar.

Posteriormente, ela deu à luz os Titãs, que foram pais de muitos deuses do Olimpo, além dos Ciclopes e dos Gigantes. Posteriormente, quem passou a receber o culto dos deuses gregos era uma de suas filhas. Essa filha era irmã e esposa de Cronos, e seu nome era Réia, provavelmente já familiar para você.

Então, a deusa Réia deu origem a várias outras divindades conhecidas da mitologia e passou a ser conhecida como “mãe dos deuses”. Ela foi tão importanto que, anualmente, um festival na época da primavera acontecia em sua homenagem, pois Réia estava associada à fertilidade e à natureza.

Ela também era conhecida como Meter Theon, que se traduz também como mãe dos deuses. Na Grécia Antiga, foram construídos vários templos em sua homenagem, destacando assim a sua grande importância.

Um dos principais centros de culto à deusa Réia ficava em Creta, no Monte Ida, considerado o local de nascimento de Zeus. Além disso, em Knossos, também em Creta, havia a Casa de Réia.

Leia mais: A dica do estoicismo para você ter uma vida mais leve, segundo grego

A celebração do dia das mães foi sempre no segundo domingo de maio?

No entanto, a data da celebração do Dia das Mães na Grécia nem sempre foi o segundo domingo de maio. Inicialmente, devido ao ortodoxismo, a data era celebrada em 2 de fevereiro, associada à festa de Ypapanti, quando Maria e José levaram Jesus, após 40 dias de nascido, para ser abençoado no templo.

Porém, com o tempo, essa festa foi caindo no esquecimento e a data mudou para o segundo domingo de maio, como acontece hoje no resto do ocidente. Vale ressaltar que essa celebração não surgiu exatamente na Grécia, mas sim no século XX, inspirada nas mulheres americanas.

Só para entender melhor, em 1865, ocorreu uma reunião das Mães, conhecida como Dia da Amizade das Mães, organizada por Anne Maria Reeves Harvey, onde as mães trocaram experiências. Dez anos depois, as mães se reuniram novamente para evitar que as crianças fossem enviadas para a guerra, fortalecendo assim a comemoração do Dia das Mães no segundo domingo de maio.

você pode gostar também