15 doces típicos de Portugal que você precisa provar! 

Certamente, quando se fala em doces típicos de Portugal, o primeiro nome que vem à mente é o famoso pastel de nata.

Não é à toa, pois o doce fez sua fama ao redor do mundo, tendo até uma receita especial no bairro de Belém.

Pois saiba que a confeitaria portuguesa vai muito além disso e tem doces incríveis que você precisa provar. 

Uma curiosidade sobre os doces portugueses é que muitos foram inventados em conventos.

Por isso, são chamados também doces conventuais.

As freiras precisavam aproveitar as gemas que sobravam após engomar seus hábitos com claras, então, resolveram juntá-las ao açúcar nas receitas. 

Foi aí que surgiram boa parte das receitas dos doces típicos de Portugal que conhecemos hoje.

Mas, também temos aquelas historicamente pertencentes a determinada região, como os Pastéis de Belém e os Ovos Moles de Aveiro.

Isso mostra a sensação de pertencimento e a preservação da identidade representada pela comida!

15 Doces típicos de Portugal

Pastel de Nata

Doces típicos de Portugal: Pastéis de Nata.

O pastel de nata é, sem dúvida, um dos doces típicos de Portugal mais famosos!

Criado no Mosteiro dos Jerónimos, em 1837, é um dos chamados doces conventuais portugueses.

Além disso, a receita tradicional leva nata, ovos e, para polvilhar, açúcar e canela.

Mas qual a diferença entre pastel de natal e Pastel de Belém? 

O lugar onde o doce é feito! O único que pode ser chamado pastel de Belém é aquele feito na Confeitaria de Belém. A doceria secular ainda existe no bairro de Lisboa e comercializa as disputadas delícias.

Qualquer pastelzinho feito fora de lá é apenas um pastel de nata.   

Queijada

Doces típicos de Portugal: Queijada.

A queijada é um dos doces mais gostosos do país.

Redondinho, sua massa leva açúcar, leite, ovos e queijo.

Já o recheio é variado, podendo ter laranja, amêndoas, ovos ou requeijão.

Além disso, a Ilha da Madeira, Sintra e Évora têm as receitas mais tradicionais do doce, ainda que ele seja encontrado por todo o país. 

Bola de Berlim

Doces Típicos de Portugal: Bola de Berlim.

A bola de Berlim é bem parecida com o sonho que encontramos nas nossas padarias.

Inspirado no Berliner, um doce típico alemão, chegou à Portugal com famílias judaicas fugindo do nazismo.

Além disso, a diferença entre as duas versões é que, enquanto a alemã usa frutas vermelhas no recheio, a portuguesa leva o quê? Um creme à base de… ovos!

Sim, assim como a maioria dos doces portugueses, a estrela da bola de Berlim é o recheio feito com ovos.

Inclusive, a bola de Berlim é bastante consumida no país todo e há quem diga que a versão portuguesa é bem melhor que a alemã.  

Torta de Azeitão

Doces Típicos de Portugal: Tortas de Azeitão.

A torta de Azeitão é um rocambole doce maravilhoso feito à base de ovo (claro).

A massa leva ainda limão e canela, o que a deixa com aroma delicioso.

Além disso, o doce é original da região de Azeitão, no concelho de Setúbal, famosa também pela produção de vinhos. 

Toucinho do Céu 

Doces típicos de Portugal: Toucinhos do Céu.

O toucinho do Céu poderia, facilmente, se chamar, pedacinho de paraíso! 

O nome vem da receita original que usava banha de porco no preparo.

Além disso, acredita-se que este doce conventual tenha nascido em um mosteiro de Murça.

Hoje, o bolinho amarelo é feito com gemas de ovos, açúcar e amêndoas moídas.

Ainda que seja preparado em todo o país, especialmente em Guimarães, Murça e Trás-os-Montes, o toucinho do Céu apresenta variações na receita conforme a região.  

Pastéis de Tentúgal

Doces típicos de Portugal: Pastéis de Tentúgal.

Uma das sete maravilhas da cozinha portuguesa, os pastéis de Tentúgal são um dos mais tradicionais doces típicos de Portugal.

Sua origem é controversa.

Primeiro, remete ao Convento Nossa Senhora da Natividade, no qual viviam as freiras da Ordem das Carmelitas.

Porém, elas vieram de outro convento, lá de Beja. 

Sendo assim, há quem afirme que, de verdade, a receita surgiu lá, nesse outro convento em Beja.

Porém, independente de onde veio, o doce é uma delícia!

A massa folhada é recheada com doce de ovos na receita que vem desde o século XIX.

Ah, e só para constar, Tentúgal é uma vila pertencente ao concelho de Montemor-o-Velho, em Coimbra

Pastel de Santa Clara

Doces Típicos de Portugal: Pasteis de Santa Clara.

Antes de mais nada, já viu que muitos doces portugueses, além de levar ovos, são chamados por nomes de santos?

Então, isso vem da tradição dos doces conventuais.

Inclusive, esse é o caso do pastel de Santa Clara, criado no convento de mesmo nome.

Sua popularidade aumentou quando as freiras começaram a vendê-lo aos estudantes da Universidade de Coimbra para driblar a crise.

O doce é como uma mini tarte de ovos, com creme suave e coberta de glacê.

Além disso, ele é levemente parecido com o pastel de nata.   

Pingos de Tocha

Doces típicos de Portugal: Pingos de Tocha.

Um dos doces típicos de Portugal mais interessantes, os pingos de Tocha nasceram também no Mosteiro de Santa Clara e Amarante.

Portanto, é muito popular em Coimbra e Amarante.

Ainda que seu formato de tocha chame a atenção, é o sabor que nos ganha logo na primeira mordida. 

Além disso, o doce é feito com fios de ovos, glacê de açúcar e limão.

Os pingos de tocha são vendidos em diferentes cores e formatos, o mais comum o similar à casquinha de sorvete.   

Ovos Moles de Aveiro

Doces típicos de Portugal: Ovos Moles de Aveiro.

Os ovos moles de Aveiro estão para a Veneza portuguesa como os pastéis de Belém para o bairro lisboeta.

E olha, a exclusividade da receita é levada a sério e protegida inclusive por lei!

Internacionalmente conhecida, a sobremesa é feita com açúcar, gemas de ovos e amêndoas.

Além disso, o doce ganha formatos de concha ou peixes e é coberto por hóstias. 

Além dos ovos moles, também é típico de Aveiro um doce chamado tripa.

Por fim, a massa é bem parecida com a do crepe e o recheio varia bastante, pode ser, por exemplo, com chocolate branco ou meio amargo. 

Quilhões de São Gonçalo 

Doces típicos de Portugal: Quilhões de São Gonçalo.

Mais um dos doces típicos de Portugal provenientes de Amarante, os Quilhões de São Gonçalo têm uma peculiaridade.

Se observar bem, o doce tem o formato fálico, do órgão genital masculino mesmo.

Isso porque São Gonçalo de Amarante tem a fama de santo casamenteiro e ajudava mulheres nos seus propósitos matrimoniais.

Além disso, o santo também é padroeiro do concelho de Amarante.

Portanto, os quilhões estão sempre presentes nas romarias.

Basicamente, o doce é feito de ovos, leite e açúcar.  

Salame de Chocolate 

Doces típicos de Portugal: Salame de Chocolate.

Até aqui, o ingrediente presente em todos os doces é o ovo, percebeu?

Pois, o diferencial do salame de chocolate é ter um ingrediente raro na confeitaria portuguesa.

Além do chocolate, a sobremesa leva ainda bolachas, manteiga, ovos e vinho do porto.

O nome vem do formato cilíndrico que, de fato, lembra um salame.  

Encharcada Alentejana

Doces típicos de Portugal: Encharcada Alentejana.

A encharcada alentejana é um símbolo da região do Alentejo.

Sua origem se relaciona tanto às freiras quanto aos produtores de vinho, ambos típicos da freguesia.

Diz-se que os produtores costumavam clarear o vinho com clara de ovos.

Então, doavam às freiras as gemas que sobravam.

Então, a criatividade delas fez surgir a sobremesa. 

Simples, a receita do doce é feita com ovos, canela em pau, limão, açúcar e água. 

Brisa do Liz 

Doces típicos de Portugal: Brisa do Liz.

Aparentemente, a Brisa do Liz lembra o quindim e a semelhança se estende ao uso dos ovos no preparo da receita.

Típico da região de Leiria, o doce é feito também com açúcar e amêndoas.    

Sericaia

Doces típicos de Portugal: Sericaia.

A sericaia é um dos mais deliciosos doces típicos de Portugal.

Nascido no Alentejo, é também um doce conventual e bem parecido com o pudim.

No entanto, ele é mesmo um bolo de textura bem fofinha.

A receita tem origens indianas e adequada aos gostos de Portugal pelas freiras do Convento de Elvas e Vila Viçosa.

Os ingredientes são canela, açúcar, farinha, limão, leite e ovos, resultando no bolo molhadinho, cremoso e aromático.

Vale lembrar que a sericaia também veio para o Brasil na época da colonização, mas foi ganhando adaptações por aqui.

Assim, pode ser encontrado em diferentes versões na Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo.  

Travesseiro de Sintra

Doces típicos de Portugal: Travesseiros de Sintra.

Clássico dos doces típicos de Portugal, o Travesseiro de Sintra é daquelas iguarias que não dá para deixar de provar.

O doce tem literalmente o formato de um travesseiro, feito de massa folhada à base de ovos e amêndoas.

Por cima, a cobertura de açúcar polvilhada. 

Por fim…

Os doces típicos de Portugal contam a história do país, além de fortalecer a identidade cultural das diferentes regiões.

Com certeza, são parte importante da gastronomia portuguesa e provam como a culinária portuguesa é especial!

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais