Gringo No Brasil: Como O Jiu-Jitsu Vai Mudar A Sua Vida!

Quando pequeno, eu era louco por futebol.

Porém, com o tempo esse interesse foi desaparecendo.

O futebol é um esporte que envolve muita pressão e estresse, afinal você costuma ver jogadores de futebol discutindo e xingando uns aos outros. Às vezes, até jogadores da mesma equipe.

Então, parei de jogar futebol.

Mais tarde, comecei a frequentar a academia apenas para manter a forma.

No entanto, sempre achei a academia enfadonha.

Para falar a verdade, desde muito jovem admirei a luta greco-romana pela história e disciplina que este desporto possui.

Infelizmente, na Grécia, país que deu origem à luta greco-romana, o estado não se preocupa em formar atletas.

Então, não há muitas escolas e falta principalmente motivação.

Como comecei o Jiu Jitsu?

No entanto, o destino tinha outros planos para mim.

Em 2018 me mudei da Europa para a América Latina porque minha esposa é do Brasil.

É sempre difícil começar em um país estrangeiro onde você não fala a mesma língua.

Porém, logo no meu segundo dia no Brasil, conheci na academia do prédio um cara que fazia exercícios e que usava um casaco de tecido de Jiu-jítsu, chamado Kimono.

Com algumas palavras que aprendi com minha esposa, perguntei se ele estava praticando Jiu-jítsu brasileiro.

Foi assim que descobri meu paraíso no Brasil.

Na verdade, no primeiro ano, o treinamento foi gratuito, pois participei de um programa organizado pela polícia para cidadãos que queriam aprender defesa pessoal.

Mas o que exatamente é o Jiu-Jitsu brasileiro?

Em primeiro lugar, digamos que o jiu-jítsu não é um simples esporte, mas uma psicoterapia.

Inclusive, o treinamento de BJJ (Brazilian Jiu Jitsu) não é violento. Na verdade, é exatamente o oposto.

Além disso, o treinamento é desafiador e ensina a disciplina necessária para se tornar melhor.

Assim que você entra no tatame, você esquece tudo.

Em primeiro lugar, você cumprimenta todos os seus colegas atletas.

Em seguida, os atletas dão as mãos e oram juntos, desejando que não haja lesões nos treinos.

O Jiu-jitsu é uma arte marcial na qual os atletas iniciam a luta em pé.

Porém, como sua base é a autodefesa, a batalha é transferida para o solo.

Além disso, os elementos básicos do sustento são a técnica e só depois vem a força.

Claro, um bom condicionamento físico também desempenha um grande papel, pois é um esporte no qual você precisará usar bastante a sua capacidade pulmonar.

As faixas de Jiu-Jitsu indicam o nível dos atletas.

➢ Quantas faixas o  Jiu-Jitsu brasileiro tem?

Experiência de um gringo no Brasil com o Jiu-Jitsu brasileiro.

Existem 8 faixas para praticantes adultos e 4 faixas adicionais para crianças menores de 16 anos.

O Faixa Branca é o nível do iniciante, enquanto a Faixa Azul é a seguinte e indica que você conhece pelo menos as técnicas básicas.

A faixa azul é seguida pela faixa roxa, que indica que você pode ensinar técnicas para alunos mais jovens.

Depois vem a faixa marrom que mostra que você está um passo à frente para se tornar professor de Jiu-Jítsu.

Enquanto que a faixa preta significa que você está pronto para desenvolver até suas próprias técnicas.

Em seguida vem a Faixa Coral, a Vermelha e Preta, que consiste em 7 pontos, e o Cinto Vermelho e Branco, que consiste em 8 pontos.

Por fim, vem a Faixa Vermelha de 9º grau, que é a classificação mais alta dada.

Segundo Renzo & Royler Gracie, no jiu-jitsu brasileiro a faixa vermelha é destinada àqueles que com sua influência e fama levam a arte ao seu auge.

Por que começar a fazer Jiu-Jitsu?

Porque em Jiu-Jitsu não há racismo nem maldade.

➢ O Jiu-Jitsu une as pessoas

Em apenas um curto período de três anos, conheci ateus, cristãos, muçulmanos, comunistas, conservadores, empresários, atletas, oficiais, funcionários públicos, desempregados, altos, magros, baixos, gordos, heterossexuais, homossexuais, brasileiros e pessoas de diversas etnias.

Mas quando todos entram no tatame, não há nada diferente entre eles.

São todos atletas de Jiu-Jitsu.

➢ Fazer novos amigos

Terminada a formação, todos estarão exaustos e felizes, desfrutando da companhia de uma amizade que se constrói na confiança, no respeito e no treino árduo .

➢ Para aprender o que significa confiança e interdependência

Durante a luta, os atletas utilizam técnicas de estrangulamento que obrigam o atleta a se render, seja batendo com força no chão, seja batendo no corpo do outro, o que significa “eu me rendo”.

Essa tradição mútua cria uma relação de confiança e interdependência que transcende qualquer condição social, política, econômica ou religiosa.

Após a derrota, os atletas apertam as mãos e voltam a treinar.

➢ Para aprender a respeitar o próximo

Atleta de Jiu-Jitsu parte da faixa branca.

No entanto, você geralmente treina com alguém de nível superior ao seu.

Neste ponto deve haver respeito absoluto por parte do atleta que possui faixa de maior capacidade e o mesmo se aplica àquele que possui faixa branca, pois no futuro estará na mesma posição.

Com o passar dos anos, esses relacionamentos formarão seu caráter de uma maneira que não seria possível de outra forma.

Onde quer que você vá no mundo, se você procurar uma academia de Jiu-Jitsu e se apresentar com respeito, será tratado como amigo.

➢ Para se tornar uma pessoa melhor

A capacidade do Jiu-Jitsu de aproximar as pessoas é impressionante.

É uma comunidade global, livre de qualquer preconceito ou discriminação.

Agora espero que você entenda o que é o Jiu-Jitsu brasileiro e por que você já deveria estar no tatame.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais