3 ensinamentos de Aristóteles que irão te ajudar ter uma vida melhor

Aristóteles e a busca pela felicidade: princípios para uma vida melhor

A Grécia é famosa por ser um dos berços da civilização. E, parte disso se deve aos seus filósofos gregos e aos seus ensinamentos. Dentre eles, Aristóteles foi um dos mais importantes e continua a influenciar o pensamento sobre a felicidade e a vida boa mesmo após mais de dois mil anos. Assim, suas ideias podem te ajudar a viver melhor.

Dicas de Aristóteles para te ajudar a viver melhor

Para Aristóteles, a felicidade não é apenas um estado passivo ou um conjunto de circunstâncias favoráveis, mas sim uma prática ativa, um “verbo”.

Dessa forma, ele defendia que a verdadeira felicidade é uma sensação de realização e satisfação sobre o próprio comportamento, interações e a direção geral da vida. Essa abordagem implica em ações que refletem virtudes éticas, como disciplina, consciência e benevolência.

Portanto, a felicidade é alcançada por meio do desenvolvimento dessas virtudes e do controle sobre nossos vícios. Então, isso resulta em uma serenidade intrínseca, sabendo que fizemos o nosso melhor e vivemos com boas intenções, o que geralmente nos torna mais queridos pelas pessoas ao nosso redor.

Leia mais: Cientistas desvendam mistério de 2.700 anos e achado surpreende!

Encontrando o propósito

Aristóteles também ressaltava a importância de encontrar um propósito de vida. Para ele, nossos dias são moldados por nossos papéis, responsabilidades e rotinas. Mas uma vida boa precisa de um propósito mais profundo. Ele sugere perguntar a si mesmo que legado você gostaria de deixar e por qual caminho é viável e prazeroso alcançá-lo.

Por exemplo, o prazer é um índice importante de propósito, pois as pessoas tendem a gostar do que as fazem bem. Então, identificar do que você gosta e criar um plano de longo prazo com metas menores ao redor desse propósito pode ser um caminho para uma vida mais plena e significativa. Isso também ajuda a evitar arrependimentos comuns relatados por muitos em seus leitos de morte, como não ter perseguido seus sonhos.

Leia mais: Quem são os mais inteligentes: nós ou nossos antepassados?

Tornando-se a melhor versão de si mesmo

Por fim, Aristóteles introduziu a ideia de se tornar a melhor versão de si mesmo, chamando isso de “maximizar seu potencial” (dunamis). Dessa forma, acreditava que todo ser orgânico tinha potencial. Por exemplo, como uma semente de carvalho que pode se tornar uma grande árvore. Então, para os humanos, isso significa evoluir para um filósofo magnífico, um cozinheiro excepcional ou um pai exemplar.

A melhor versão de você mesmo, segundo Aristóteles, não é necessariamente uma imagem de riqueza ou lazer, mas sim uma versão otimizada moralmente. Dessa forma, pode ser uma imagem de você em ação, ajudando a comunidade, sendo amado e respeitado. As virtudes e forças de caráter que a melhor versão de você possui são essenciais para entender como incorporar essas forças no dia a dia.

Dessa forma, podemos ver que as dicas de Aristóteles que irão te ajudar na vida incluem objetivos que muitos de nós já temos. Afinal, quem não deseja ser uma pessoa melhor? Quem não procura ser feliz? E, quem não deseja encontrar o seu propósito na vida? Então, use esses ensinamentos de Aristóteles para te guiar rumo a uma vida melhor.

você pode gostar também