Estão te ligando durante as férias? Isso pode gerar multa de R$ 6.000!

Além disso, saiba mais sobre empresa que adotou medida extrema para evitar que seus funcionários sejam incomodados.

Tirar férias do trabalho é considerado sagrado para a maioria dos trabalhadores. É o momento ideal para se desconectar dos problemas e da rotina diária. Por isso, os trabalhadores utilizam esse tempo para descansar e se concentrar antes de enfrentar novos desafios.

Alguns desses trabalhadores recebem mensagens relacionadas ao trabalho mesmo quando estão de férias. Essa atitude se tornou mais comum após os aplicativos como Slack e Teams assumirem a rotina digital do escritório, e até mesmo o WhatsApp, que ganhou recursos de e-mail de trabalho.

Você verá a seguir, informações sobre o que está previsto na lei a respeito de trabalho durante as férias e um recurso peculiar que uma startup indiana recorreu para evitar que seus funcionários sejam incomodados durante esse período.

LEIA MAIS: Dirigir descalço ou de chinelo? 3 erros bobos e comuns que dão multa no Brasil!

Saiba se é permitido ou não trabalhar durante as férias

  • O que a legislação prevê

As empresas não podem solicitar aos funcionários que executem tarefas durante as férias, nem que eles realizem qualquer função relacionada a trabalho remotamente. Além disso, a empresa não pode usar meios eletrônicos para incomodar o funcionário, como pedir para responder a e-mails ou enviar mensagens via WhatsApp.

Isso porque a folga é justamente para que o empregado consiga se recuperar do dia a dia de trabalho, então a empresa não pode de forma alguma exigir nada do empregado enquanto ele estiver afastado. Nota-se, portanto, que não há presunção que permita às empresas solicitar serviços de empregados durante o período de licença. Isso porque, de acordo com o artigo 135 da CLT, a empresa é obrigada a avisar o empregado com 30 dias de antecedência para que ele planeje o respectivo afastamento.

LEIA MAIS: Nova lei de trânsito gera infração grave e preocupa muitos motoristas com multa!

  • Empresa toma medida extrema

Para a Dream Sports, a startup indiana que administra o jogo de fantasia Dream 11, a solução para o aborrecimento mais extremo levou a outro nível: os funcionários levarão multas em US$ 1.200 (R$ 6.000 após a conversão) caso entre em contato com colegas durante as férias de trabalho. A medida parece surtir efeito. Pois, até o momento, nenhum funcionário levou multa por incomodar um colega que está de férias.

Gostou deste artigo? Então, confira vários outros semelhantes aqui no site Brazil Greece!

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais