Como manter a calma – 16 técnicas para manter a calma em situação de estresse!

Saiba como manter sempre a calma mesmo em situações difíceis e desafiadoras 

Carlos Drummond de Andrade já dizia que “viver em sociedade requer instinto de formiga, dentes de leão e habilidade camaleônica”. Mas, diante de tanta pressão e, às vezes, situações desafiadoras, ainda precisamos aprender a como manter a calma e não “pirar”. 

A verdade é que problemas sempre vão aparecer, pois a vida de ninguém é perfeita. O segredo está em como lidar com eles, reagindo com inteligência emocional a cada desafio. Afinal, dar uma de “Dia de Fúria” e sair quebrando tudo só piora as coisas.

O mundo perfeito seria aquele em que controlaríamos todas as situações. Porém, isso não é possível, então, trouxemos algumas técnicas para de ajudar a manter a calma. Mesmo naqueles momentos em que a vontade é de fugir para as montanhas!

16 técnicas para manter a calma em situações difíceis

Administrar conflitos, principalmente os internos, não é fácil. Porém, algumas técnicas podem ajudar a enfrentar os problemas de forma mais serena.  

Respire!

Inspira…. respira… não pira! Pode até parecer clichê, mas respirar fundo é uma das melhores formas de gerenciar o estresse. Sabe por que? Quando estamos em alta tensão, o ideal é mudar o foco da adversidade para pensar com clareza. 

Deste modo, respirar e contar até dez alivia o sistema nervoso ao, justamente, tirar o centro do problema para uma ação motora. Aliás, até tem uma explicação científica para isso. O tronco cerebral tem uma rede de neurônios chamada complexo pré-Boetzinger

Essa rede é responsável por regular a respiração e comunicação com demais partes do cérebro. Por isso, o ato de respirar é tão vinculado às emoções. 

Respire com o diafragma

Seguindo com a dica acima, uma das formas de como manter a calma é respirar com o diafragma. A respiração diafragmática é uma técnica que ajuda no relaxamento e autocontrole. 

  • sente-se em uma cadeira e, com a coluna reta, coloque uma mão no peito e a outra na barriga 
  • ao respirar, eleve somente o abdome, como os bebês fazem, indicando que você está usando o diafragma 
  • inspire, conte até quatro, segure a respiração por dois segundos e expire lentamente 

Após expirar, segure mais dois segundos e repita o processo até se acalmar. 

Avalie a situação à distância

Olha, dificilmente você tomará uma decisão acertada se permanecer no “olho do furacão”. Basta ver como é fácil ajudar os outros a resolver seus problemas, mas quando chega a nossa vez, o buraco parece bem mais fundo. 

A explicação disso está justamente na carga emocional, que não nos deixa enxergar as coisas com clareza. Por isso, mude a perspectiva e deixe as emoções de lado para avaliar a situação com neutralidade.  

Técnica do distanciamento

Ué, mas vamos falar do distanciamento de novo? Sim, porém, de um ponto de vista diferente, mas complementar! Quando estiver em uma situação de tensão, mentalmente, reduza a imagem do problema ao mínimo, assim como a pessoa que estiver alterada. 

Isso funciona porque o cérebro humano tem formas distintas de reagir formas diferentes a problemas grandes ou pequenos. Quando a imagem está distante, o cérebro se acalma. Da mesma forma, funciona reduzindo a pessoa e até o seu tom de voz. 

LEIA MAIS:

Ouça mais e fale menos

Um posicionamento que ajuda muito em como manter sempre a calma é ouvir mais do que falar. Em uma situação-problema, preste atenção no que o outro está dizendo, fugindo da tendência em formular mentalmente uma resposta, como se estivesse sempre em defesa. 

Isso evita um desgaste maior e, mais ainda, ajuda a aprender mais ao tirar o foco de nossa própria experiência. 

Fique longe de pessoas tóxicas

Acredite, tem que gente que faz com que as coisas pareçam piores do que elas realmente são! São pessoas tóxicas, das quais você precisa se afastar! O mesmo vale para assuntos e temas que tiram a nossa tranquilidade. 

Sendo assim, evite gente negativa e que só reclama, ao mesmo tempo lembre-se de que não vale a pena ficar ouvindo conversas ruins. 

Medite!

A meditação é uma técnica altamente recomendada por psicólogos e psiquiatras para tratamento de doenças psíquicas. A paz mental é fundamental para ter autocontrole e, consequentemente, manter a calma.  

Logo, desligue-se dos estímulos externos, como barulhos, respire lentamente e, literalmente, esvazie a mente! 

Não leve as coisas para o lado pessoal

Um dos pontos sobre inteligência emocional é não levar tudo para o lado pessoal. Primeiro, porque nem tudo diz respeito a você, ou seja, é para te atingir. Segundo, nem sempre as pessoas reagem a situações adversas com a finalidade de magoar alguém – inclusive você.

Sendo assim, trabalhe seu autoconhecimento e, também, a inteligência emocional para não se afetar por reações alheias. Isso vai ajudar, ainda, a manter a calma diante de reações adversas. 

Permita-se descansar

No seu planejamento semanal, você deixa um espaço para o descanso? Seja um happy hour com os amigos, almoço em família ou só ficar à toa em casa mesmo? Se não tiver, você está fazendo isso errado! 

Dar pausas na rotina é mandatório para manter as emoções equilibradas e, consequentemente, a calma! A bateria precisa ser recarregada para evitar explosões por qualquer motivo.  

Pense positivo!

Além de se afastar de pessoas e assuntos negativos, você deve nutrir pensamentos positivos! Quanto maior o foco no lado ruim do problema, mais difícil será encontrar a solução. Mais ainda, você se irritará com maior facilidade. 

Uma dica para manter a calma então é pensar nas partes boas do seu dia. Por exemplo, aquela padaria que você ama, o pet que está te esperando agora ou aquele barzinho no final do expediente. 

Quem canta, os males espanta!

Sabia que cantar também ajuda a manter a calma? Você não precisa ser nenhuma Beyoncé para fazer isso! Basta cantarolar sua música favorita para aliviar a pressão. Sabe o que está por trás dessa técnica?

A regulação da frequência cardíaca aponta que a música estimula o nervo vago, que passa pelo corpo, saindo do cérebro, conectando-o aos demais órgãos. Ainda, o ritmo do coração é influenciado pelo som da música.    

Faça uma coisa de cada vez

A ideia da pessoa multitarefas ser mais eficiente faz com que a gente tente fazer várias coisas ao mesmo tempo. O problema é que, apesar da quantidade de afazeres, temos apenas um cérebro. Consequentemente, o órgão consegue processar uma coisa de cada vez.

Por isso, ao realizarmos várias tarefas em simultâneo, o cérebro se sobrecarrega diante das mudanças bruscas. Como resultado, libera hormônios do estresse e, aí, já viu, né? Para evitar esse tipo de reação, separe suas atividades em etapas. 

A sensação de fazer uma coisa de cada vez traz calma e até ajuda a tornar o processo mais produtivo. 

Saiba a hora de se desconectar

Quando sair do trabalho, realmente, saia dele! Uma das coisas que ajudam a manter a calma é esquecer as tarefas laborais enquanto estiver em casa, por exemplo. Resiste à tentação de falar do trabalho mesmo quando sair com colegas.  

Dê um tempo do celular

Ok, hoje em dia, dependemos dele para tudo: falar com outras pessoas, acessar a internet, agendar tarefas… Mas, evite o uso excessivo! A frequência induz à ansiedade e até atrapalha o sono. Para te ajudar nisso, vale apostar no seguinte:

  • crie lembretes para alertar sobre o tempo de uso 
  • terminou a ligação ou aquela tarefa que exigia o aparelho? Deixe de lado! 
  • evite usar o celular antes de dormir, uma vez que a luz interfere nas funções cerebrais e atrapalha o sono 

No começo, pode ser difícil, mas os benefícios do uso apropriado logo são notados. 

Deixe o sol entrar!

Uma das formas de como manter a calma é tomar sol! Quando estiver em casa, abra as janelas para iluminar os ambientes. Ainda, procure fazer atividades ao ar livre. A luz solar estimula a produção de vitamina D, essencial para aliviar o cortisol. Para quem não sabe, esse é o temido hormônio do estresse do qual falamos agora há pouco.  

Descanse!

Por fim, preserve a qualidade do seu sono! O descanso é essencial para repor as energias e manter a calma. Além disso, melhora o raciocínio, ajuda na memorização e deleta aquela informação que não é importante. 

Além de tudo isso que destacamos acima, é importante também manter uma dieta saudável, evitar o excesso de cafeína e não descontar os problemas no álcool. 

Saber como manter a calma é fundamental para sua própria saúde. Por isso, aprenda a dizer “não” quando sentir a sobrecarga chegando e saiba quando precisa pedir ajuda. Momentos difíceis sempre vão existir, a gente só precisa enfrentar os problemas sem, no entanto, virar reféns! 

Gostou deste artigo? Então, confira vários outros semelhantes aqui no Brazil Greece!

você pode gostar também