8 Sobremesas Gregas Que Você Deve Comer Pelo Menos Uma Vez Na Vida!

Conheça hoje as sobremesas gregas mais deliciosas!

A culinária grega é famosa em todo o mundo pelos seus pratos saborosos.

Além disso, ela tem também muitos doces com uma história rica e com sabores únicos, vindos da Grécia antiga e de Bizâncio.

Desde a antiguidade, são muitas as referências a sobremesas feitas pelos  gregos antigos e que foram depois adotadas pelos bizantinos.

No entanto, a confeitaria grega de hoje é baseada principalmente na politiki kouzina.

Politiki kouzina é uma culinária que se desenvolveu após a queda de Constantinopla e se baseia em receitas bizantinas, valorizadas em prol do caráter cosmopolita da cidade, que foi um centro de trocas comerciais e culturais.

Então, abaixo veremos as sobremesas tradicionais mais famosas que nossos antepassados ​​nos deixaram e que até hoje deliciam o nosso estômago!

As 8 Melhores Sobremesas Gregas

1. Bougatsa

Bougatsa caseira com praliné de chocolate, cobertura e canela! Sobremesa da culinária grega.
Bougatsa caseira com praliné de chocolate, cobertura e canela!

A história da bougatsa

Primeiro, vamos começar pela nossa sobremesa favorita que vem de Istambul.

Sabemos que os bizantinos eram famosos pelos doces e pelas tortas que faziam.

Segundo escritos do século XVI, existiam duas confeitarias na época que faziam bougatsa com carne picada, bougatsa com queijo e bougatsa polvilhada com açúcar.

Após a catástrofe na Ásia Menor e a perseguição aos gregos de Constantinopla, os refugiados que se estabeleceram em várias áreas da Grécia, trouxeram consigo a arte desse doce.

Originalmente, era apenas uma folha plana, polvilhada com glacê e conhecida como a “torta dos pobres”.

Mais tarde, os artesãos de Serres descobriram a bougatsa com recheio de creme, que até hoje é considerada o prato mais delicioso do Norte da Grécia.

As variantes atuais da sobremesa são as seguintes:

1) Bougatsas doces

  • Bougatsa com creme
  • A Bougatsa de creme com praliné de chocolate

2) Bougatsas salgadas

  • Bougatsa com queijo
  • A Bougatsa com carne picada
  • Bougatsa com espinafre
  • A Bougatsa com frango

3) Bougatsa quaresmal

  • Bougatsa com Tahini

Normalmente, a bougatsa cremosa é coberta com glacê e canela e acompanhada de leite achocolatado.

Além disso, você encontrará a autêntica bougatsa principalmente no norte da Grécia e, especificamente, em Serres e em Thessaloniki!

Embora a sua aparência seja a de uma bomba calórica, a bougatsa cremosa contém apenas 300 calorias por 100 gramas.

LEIA MAIS: Bougatsa De Creme: Receita Fácil E Rápida Do Doce Grego!

2. Baklavas

Baklava grego, culinaria, sobremesa grega.
Definitivamente, você encontrará baklavas em todas as confeitarias da Grécia.

Os assírios podem até ter sido os primeiros a inventar uma sobremesa  de massa com nozes raladas e mel, algo que depois os turcos aperfeiçoaram no palácio do sultão.

Porém,  foram os gregos que inventaram a técnica que tornou a baklava conhecida em todo o mundo, que consiste em embrulhar a massa em uma folha e como resultado ela é feita com muitas camadas de noz ralada.

Mas de onde vêm as Baklavas?

Antes de tudo, existem muitos pretendentes à origem do baklava, como os gregos, os egípcios, os turcos e os sírios.

Como dissemos acima, todos colocaram a mão na massa para desenvolver esta sobremesa coberta de melado e torná-la conhecida mundialmente.

De acordo com alguns historiadores, a baklava que comemos hoje existia em todas as casas gregas durante o século V e era chamada de kofti.

No entanto, alguns outros afirmam que a sobremesa vem de uma antiga tribo turca na Ásia Central.

Além disso, especula-se que o nome “baklava” venha do mongol “bagla”, que significa embrulhar.

Então, em suma, não há nada confirmado.

Hoje em dia, a baklava é produzida em países do Oriente Médio, no Norte da África e nos Balcãs, com ingredientes e técnicas diferentes, o que significa que cada país produz sua própria baklava.

Finalmente, essa sobremesa contém cerca de 395 calorias por 100 gramas.

Mas é claro que isso depende dos ingredientes que você usará.

3. e 4. Tsoureki e Vasilopita

Tsoureki e vasilopita, sobremesa grega, culinária grega.
Segundo a tradição, nos tsoureki e nas vasilopitas, escrevemos o ano novo com amêndoas ou glacê.

A história da tsoureki e da vasilopita

Outra sobremesa da politiki kouzina que estrela a gastronomia grega é a tsoureki.

O nome vem da palavra turca “çörek” e significa pão feito com fermento.

Em muitos países do Oriente Médio, Europa Oriental e Balcãs, existem diferentes tipos de çörek, doces e salgados, em vários formatos e tamanhos.

Além disso, especula-se que o tsoureki ganhou esse nome durante a ocupação turca, quando os gregos começaram a fazer sua própria versão.

Esse doce é um pão doce, feito com leite, manteiga, ovos, especiarias e gergelim.

Anteriormente era conhecido como “lampropsomo” e “lamprokouloura”.

Hoje, os nomes correspondentes são vasilopita e tsoureki plexouda (trança de tsoureki).

Em que época fazemos tsoureki e vasilopita?

A tsourekia e a vasilopita fazem parte dos costumes e tradições dos cristãos ortodoxos e são preparadas principalmente no Natal e na Páscoa.

No entanto, sua preparação difere de um lugar para outro.

O que a tsoureki simboliza?

Esses pães tradicionais são feitos na Quarta-feira Santa, simbolizando a Ressurreição de Cristo.

A farinha ganha vida e se transforma em pão, enquanto sua fermentação em forma de trança remete à eliminação de espíritos malignos.

LEIA MAIS: Vasilopita: Receita Do Doce Grego De Ano Novo!

A tradição da vasilopita

Já a vasilopita é preparada na virada do ano.

Segundo a tradição, antes de assar essa torta , uma moeda de ouro é colocada dentro dela.

Na véspera do Ano Novo, uma grande mesa é montada com muita bebida e comida, para os gregos darem as boas-vindas ao ano novo.

Depois da meia-noite, após comemorar a chegada do ano que se inicia, eles cortam a torta em pedaços e o sortudo que encontrar a moeda em seu pedaço terá sorte o ano todo.

Os primeiros pedaços da torta são oferecidos a Cristo, à Virgem Maria, à casa, ao Papai Noel dos Gregos (São Basílio) e depois aos presentes à mesa.

Segundo a tradição religiosa ortodoxa, o dono da casa é quem vai cortar a torta e dividir os pedaços, depois de cruzá-la três vezes e desejar “χρονια πολλά” (um cumprimento grego de felicitações) e “καλή χρόνια” (feliz ano novo) a todos.

De acordo com algumas fontes históricas, o costume da vasilopita é muito antigo e vem do antigo festival grego chamado Kronia.

Depois, foi então adotado pelos francos, que mantêm essa tradição até hoje.

Onde se fazem os melhores tsoureki?

Porém, você pode encontrar tsroureki e vasilopita durante todo o ano.

Salônica é famosa por esses maravilhosos pãezinhos recheados com castanha, amêndoa, praliné e chocolate branco.

Não há como alguém visitar Thessaloniki sem experimentar esses doces sem igual.

Mas claro, você encontrará essas sobremesas até mesmo no aeroporto da Macedônia.

Por fim, 100 gramas de tsoureki contêm cerca de 386 calorias.

5. Loukoumades

Loukomades, sobremesa da culinária grega. Comida grega.
As loukoumades mais clássicas que você encontrará na maioria dos lugares da Grécia.

Outra sobremesa grega com um nome turco que vem da palavra “Lokma” e significa mordida em turco.

Apesar do nome turco, loukoumades é uma sobremesa que vem da Grécia Antiga, segundo fontes históricas que Kallimachos nos deixou como legado.

Em seu relato, ele fala sobre um doce de formato redondo, que tinha uma preparação semelhante ao loukouma e recebia o nome de “moeda de mel”.

Aristóteles se refere à mesma sobremesa como “charisioi plakoi” ou “plakountes“.

Também há referências aos jantares de trabalho de Arístrato, bem como a algumas obras de Aristófanes.

Além disso, especula-se que loukoumades foi a primeira receita de pastelaria na Grécia antiga.

Na verdade, existem fontes históricas que afirmam isso nos primeiros Jogos Olímpicos que foram registrados, em 776 aC.

Além da coroa de louros, eram oferecidas loukoumades com mel aos olímpicos.

Em 2008, nas Olimpíadas de Pequim, os organizadores ofereceram essas rosquinhas com mel aos vencedores, para homenagear os primeiros medalhistas de ouro da história da humanidade.

Quanto ao preparo, são feitas com farinha, fermento, água, açúcar refinado, leite, ovos, sal e, por fim, são fritas em óleo.

Porém, existem muitos tipos de loukoumades e seu formato é diferente em cada local.

Por exemplo, em Corfu, são feitas as loukoumades venezianas chamadas de “panquecas do Santo” e elas têm uma forma esférica como os donuts clássicos que a maioria das pessoas conhece.

No entanto, as loukoumades tradicionais têm um buraco no meio e são polvilhadas com canela, mel e nozes ou pistache.

Embora pareçam donuts, elas têm sabor, textura e técnica de preparação diferentes.

Onde você encontra as melhores loukoumades?

Você encontrará as rosquinhas tradicionais mais deliciosas em Thessaloniki e especificamente em Nea Michaniona.

Além disso, você pode fazer muitas combinações, como:

  • Loukoumades com praliné de chocolate;
  • As Loukoumades com chocolate branco;
  • Loukoumades com cobertura e canela;
  • As Loukoumades com queijo derretido;
  • Loukoumades com praliné de morango;
  • As Loukoumades com sorvete de baunilha;

Por sim, 100 gramas de loukoumades contêm cerca de 330 calorias.

A partir daí, as calorias aumentam dependendo da guarnição que você adicionar.

6. Doce de colher (Glyko tou koutaliou)

Sobremesa grega, culinária grega.
Doce de colher de uva.

Antes de tudo, a história desta sobremesa remonta à antiguidade, devido à necessidade das famílias em conservar a fruta durante o ano todo.

Foi assim que foram descobertas técnicas como a de secar a fruta ao sol, a de conserva-la em calda de mel e a de ferver a fruta e transformá-la em geleia.

Por que “doce de colher”?

Quanto ao termo doce de colher, digamos que veio da forma de servir, quando as nossas bisavós faziam doces para receber os convidados e serviam a sobremesa num pote com muitas colheres de chá ou num pires pequeno acompanhado de uma colher pequena.

O doce de colher existe desde a era bizantina.

Hoje, é conhecido por todos os turistas que visitam a Grécia e é considerado um dos presentes ou souvenirs mais populares para se levar consigo.

Agora, se você tiver sorte e conhecer alguém como a minha avó, terá a oportunidade de experimentar diferentes variedades, pois ela guarda muitos potes de doces para receber as visitas.

Nunca vou esquecer de quando era pequeno, eu tentava comer às escondidas, pois a minha vó sempre gritava e dizia que o doce era para os convidados.

Assim que ela começou a envelhecer, as coisas mudaram e ela passou a me implorar para comer todas as sobremesas.

Isso caracteriza bem a hospitalidade grega, a prioridade é o convidado.

Que sobremesa fazer?

Doce de colher, sobremesa da culinária grega.
O doce de colher é uma sobremesa que você encontrará em todos os lares gregos.

Mas vamos ver quais são as sobremesas de colher mais comuns já que você pode fazer essa sobremesa com qualquer tipo de legume ou fruta que quiser.

  • Doce de colher de figo;
  • O Doce de colher de cereja ou de vyssino (um tipo de cereja azeda);
  • Doce de colher de uva;
  • O Doce de colher de marmelo;
  • Doce de colher de laranja;
  • O Doce de colher de abóbora;
  • Doce de colher de limão;

Bem como outras inusitadas, como a sobremesa de morango, de casca de melancia, de bergamota, de cenoura, de tomate e de muitas outras frutas e vegetais.

7. Galaktoboureko

Galaktoboureko, sobremesa da culinária grega.
Galaktoboureko em Thessaloniki.

Essa é uma sobremesa coberta de melado e com uma folha de crosta crocante e recheio de creme, que tem um aroma de baunilha ou de limão.

A “cereja do bolo”, neste caso, é a calda de açúcar.

É uma sobremesa típica da culinária grega que foi inventada pelos gregos de Esmirna e pertence à categoria dos doces da politiki kouzina.

O galaktoboureko é preparado em forma de flauta ou em peças quadradas.

Além disso, o seu nome vem da palavra grega “γάλα” ou “gala” ( que significa leite em grego)  e da palavra turca “bourek” que significa torta.

Por fim, em termos de calorias, contém cerca de 360 ​​por 100 gramas

8. Melomakarona

Melomakarona, sobremesa grega antiga da culinária grega.
Além do clássico melomakarona tradicional que vemos na foto, os gregos também fazem melomakarona de chocolate.

Por fim, chegamos a um dos mais deliciosos doces gregos que etimologicamente tem origem na Grécia Antiga.

Segundo fontes do dicionário, este é um nome derivado da palavra medieval “makaronía” , que era uma sequência funerária da Grécia medieval baseada nessa massa.

Por sua vez, a palavra “makaronía” vem do grego antigo “makaría”, que se refere a um pão que era distribuído durante cerimônias fúnebres e que tinha o mesmo formato da atual melomakarona.

Mais tarde, eles passaram a mergulhar esse doce em uma calda de mel e assim foram inventadas as melomakaronas.

Depois de muitos anos, essa sobremesa se tornou uma das mais importantes da religião ortodoxa, que até hoje você encontra em todas as casas gregas durante o Natal.

Outro nome para melomakarona?

Os gregos de Esmirna chamavam as melomakarona de “φοινίκια” (“foinikia”, significa “palmeiras”), que minha avó também faz, mas são muito diferentes das melomakarona.

Embora um melomakarona contenha 140 calorias, garanto que, se você comer um, não conseguirá mais parar.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais