Dieta Grega: O que comer na dieta mais saudável do mundo? Confira!

Estudos apontam que a dieta grega está associada à redução de doenças crônicas 

Você com certeza já deve ter ouvido falar que a dieta grega é considerada uma das melhores do mundo. E não apenas pelo sabor, como também pelos ingredientes saudáveis. Tanto que estudos a relacionam à redução de doenças crônicas, como Alzheimer e diabetes.

Ok, pratos como pastitso, moussaka, souvlaki e baklava estão ali como símbolos da culinária típica da Grécia. Porém, a dieta grega ou mediterrânea é baseada principalmente em frutas e vegetais, grãos integrais, peixe, queijo e iogurte. Por isso só, isso já valeria como explicação para uma dieta balanceada.

Além da fasolakia (feijão verde), bamies (quiabo), lentilhas, fasolada (feijão) e revithia (grão de bico), os gregos também são famosos por seu amor pelo azeite. A diferença é que o produto de lá tem menos gordura saturada, logo, é mais saudável.

O que os especialistas falam sobre a dieta grega

O Estudo dos Sete Países (Seven Countries Study) foi o primeiro a avaliar a ligação entre dieta, estilo de vida e riscos de ataques cardíacos. De 1958 a 1970, a pesquisa observou homens que viviam em países diversos, como Finlândia, Japão, Grécia e América.

A equipe de pesquisadores descobriu que países com dieta baseada em gorduras monoinsaturadas, frutas, vegetais e legumes tinham risco menor de doenças cardíacas. Isso em comparação aos países cujas dietas eram baseadas em trigo, carne e açúcar.

De todos os grupos pesquisados, aquele que residia em Creta apresentou os melhores resultados. Detalhe: na ilha, 40% da dieta era proveniente de gorduras saudáveis. As evidências daquela época se mantiveram em estudos mais recentes.

Publicação da revista Proceedings of the National Academy of Sciences, por exemplo, mostra que a combinação de azeite e salada traz vantagens à dieta mediterrânea. A formação de ácidos graxos nitro entre os dois grupos de alimentos diminui pressão arterial.

Já um estudo da Universidade de Columbia, publicado em 2015 na revista Neurology, demonstrou que quem segue uma dieta mediterrânea têm cérebros mais ativos e alertas. Isso acontece porque a dieta desacelera o ritmo de redução que o cérebro apresenta no tempo médio de cinco anos.

LEIA MAIS:

Os benefícios da dieta grega

A dieta mediterrânea está associada a um risco reduzido de várias doenças crônicas. Isso inclui câncer, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. Mas, afinal, no que consiste, exatamente, a dieta mediterrânea?

Caracterizada por incentivar o consumo de vegetais e alimentos pouco processados, a dieta grega ou mediterrânea se baseia também na ingestão de produtos locais. Por exemplo:

  • frutas
  • vegetais
  • grãos
  • nozes
  • pães
  • cereais

Para a sobremesa, no lugar daquele sorvetão, os gregos preferem frutas, enquanto os doces concentrados em açúcar ou mel são pouco consumidos. Quanto à gordura, a fonte principal é o azeite de oliva, enquanto o tipo de carne mais comum é o peixe. Ainda que eles também gostem de queijos e iogurte grego, a ingestão também é moderada.

Por outro lado, chegam a comer ovos até quatro vezes na semana, além do vinhozinho com cautela nas refeições.

Vamos saber o que todas essas delícias trazem de bom à saúde?

Risco reduzido de doenças crônicas

A dieta grega, graças aos seus ingredientes, é rica em ácidos graxos, antioxidantes e nutrientes que pertencem aos grupos vitamínicos. Por isso, quem a adota tem menos chances de desenvolver doenças crônicas, como diabetes, cardiovasculares e até Parkinson e Alzheimer.

Previne o câncer

Outro efeito positivo é a redução dos riscos de câncer, como de esôfago, estômago, ovário e mama

Propriedades anti-inflamatórias

Com isso, protege o corpo de problemas como aterosclerose, trombose, além de reduzir os efeitos da artrite inflamatória

Preço

Por evitar alimentos industrializados, acaba saindo como uma dieta mais econômica. Afinal, se baseia em frutos e vegetais frescos

Fortalece o sistema imunológico

A dieta previne asma e rinite alérgica em crianças, além de ser variada, o que a torna mais atrativa

Dieta completa e balanceada

Mesmo que seja nutricionalmente mais completa e proporcione vitaminas e minerais, ajuda no processo de emagrecimento. Entre as razões, está o alto teor de fibras, alimentos naturais e gorduras boas. Ademais, a dieta acelera o metabolismo.

E aí, já se preparou para adotar a dieta grega e adquirir ainda mais saúde? Suas propriedades a tornam a melhor do mundo, mas não necessariamente mais cara. Basta buscar os produtos da estação e dar preferência aos produtores locais.

Gostou desse artigo? Então confira muito mais no site Brazil Greece e se inscreva para ficar por dentro das novidades!

 

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais